Dicas adicionais para seu email marketing

9.1 – Erros comuns no email marketing

  • Enviar conteúdo irrelevante;
  • Layout da peça que não chama a atenção;
  • Enviar e-mails não responsivos (pense primeiro no mobile);
  • Enviar sem permissão do destinatário (sim, ainda acontece);
  • Não permitir que o opt-in seja uma coisa fácil de ser encontrada no seu site;
  • Se o elemento for um botão, então faça ele se parecer com um botão;
  • Não testar adequadamente (faça um teste com todas imagens dando erro);
  • Enviar sempre no mesmo dia e horário;
  • Não tratar descadastros e não engajados;
  • Enviar muitos e-mails ou enviar poucos e-mails;
  • Não olhar os relatórios;

9.2 Coisas que você deveria estar fazendo no email marketing

  • Criar o conteúdo primeiro (textos e imagens);
  • Automatizar ao máximo;
  • Personalizar como nunca;
  • Teste A/B ao extremo;
  • Otimizar as imagens;
  • Segmentar em grupos relevantes;
  • Enviar conteúdos dinâmicos;
  • Enviar e-mails no último dia da semana da última abertura feita pelo destinatário;
  • Unificar as informações de inteligência de todos os canais que você interagem com o usuário;
  • Pensar mais nos interesses do destinatário do que nos seus impulsos de vendas;
  • Cuidar mais do assunto e do preheader;
  • Compartilhar coisas que não são suas, mas são do interesse da sua audiência;
  • Utilizar os dados dos relatórios de envios;

9.3 Aprenda email marketing com quem sabe fazer

Acompanhe as empresas, de diversos segmentos, veja o que elas têm feito, tenho visto coisas muito interessantes com email marketing ultimamente.

Vá lá e se cadastre para receber.

Se for o caso compre alguma coisa, utilize algum serviço e observe o processo de pós-vendas.

9.4 O que fazer com os descadastros no email marketing?

É fato que os webmails, clientes de e-mail e outros serviços otimizam o descadastro de email marketing para seus usuários. Isto é, sugerem sempre que isso seja feito.

Mas então você pode estar se perguntando, o que fazer com os descadastros?

O descadastro em si não é uma coisa ruim, não prejudicando a entrega dos seus e-mails e não prejudicando a receita, então está tudo certo. Será?

Se você está fazendo as coisas como deveria, então sempre terá as taxas normais de descadastro.

Assinantes que não interagem se descadastrando não são realmente um problema para você, pelo contrário.

Importante lembrar que parte desse movimento de “facilitar o descadastro” feito pelas empresas foi somente pelos enviadores que não respeitam as regras, e não facilitam o descadastro pelos meios normais.

O list-unsubscribe não é uma coisa nova, sendo utilizado pela Microsoft desde 2007 e pelo Google desde 2009. Porém foi bem depois disso que as empresas de envio passaram a utilizar as informações fornecidas.

Mantendo o descadastro sob controle

  • Facilite e respeite o opt-out;
  • Incluir o link de descadastro na parte superior do email marketing pode ser uma boa;
  • Deixe o link no final bem claro e contrastado, nada de esconder;
  • Perder 25% da base ao ano (não só pelo descadastro, mas pelo envelhecimento também) pode ser considerado normal;
  • Ajuste as perguntas do descadastro e descubra os principais motivos, depois atue sobre eles;
  • Não obrigue o usuário a fazer um login para se descadastrar;
  • Não faça opções dúbias de descadastro;
  • Ofereça opções para ele seguir você em redes sociais na hora do descadastro;
  • Não enviar e-mail de confirmação do descadastro, pode ter sido um erro, pode ter sido um descadastro feito por alguém que recebeu um e-mail encaminhado;

Quando o descadastro será um problema

  • Verifique a taxa de crescimento da sua lista, se for negativa, temos um problema;
  • Você está tendo muito mais descadastros do que cadastros;
  • Fez alguma ação que não foi bem digerida pela audiência;
  • Se você enviar sempre a mesma coisa para todo mundo, sem segmentar ou personalizar;
  • Quando você não dá alternativas para as pessoas trocarem o e-mail;
  • Conteúdo genérico demais;
  • Filtros de SPAM já pontuam seus envios;

O que leva ao descadastro?

  • Muitos e-mails em geral;
  • Conteúdo irrelevante;
  • Muitos e-mails da sua empresa;
  • E-mails sempre tentam me vender algo;
  • O conteúdo é chato e repetitivo;
  • Segundo a Marketing Sherpa é isso que causa o descadastro pelos usuários principalmente.

E o que devo observar para minimizar o descadastro?

  • Observe os inativos;
  • Os nunca ativos são um problema maior;
  • Os que se desengajaram com o tempo são um problema também;
  • Os que não estão interagindo recentemente;
  • Observe o comportamento;
  • Observe seu ciclo de vendas;
  • Faça algumas ações para reverter isso. Os que não derem resultados coloque em quarentena, ou marque para não receber mais seus e-mails.

Lembre-se, um descadastro ainda é melhor que ser marcado como SPAM e depois ser descadastrado!

9.5 Como melhorar as taxas de abertura no email marketing

Existem muitas maneiras melhorar as para taxas de abertura no email marketing.

Causas de baixas taxas de abertura

  • Os destinatários não conhecem, não confiam ou não gostam de você;
  • Os seus assuntos dos e-mails enviados são ruins ou repetitivos;
  • Você usa letras maiúsculas o tempo todo no assunto;
  • Usa muitas palavras pontuadas como SPAM no assunto;
  • Faz assuntos grandes demais;
  • Não cuida da ortografia no assunto da mensagem;
  • Utiliza emojis demais;
  • Você quer vender demais nos e-mails, seja menos comercial;

Como melhorar as taxas de abertura

  • Criar empatia com os destinatários;
  • Perder mais tempo na hora de fazer o assunto da mensagem;
  • Assuntos com perguntas funcionam bem;
  • Assuntos com 3-5 palavras ajudam mais;
  • Não use letras maiúsculas continuamente, apenas para enfatizar algo;
  • Acrescente sua personalidade no assunto;
  • Assuntos com números, exemplo: 5 maneiras de estudar facilmente;
  • Evite as palavras pontuadas;
  • Menos é mais;
  • Seja mais casual e menos formal;
  • Cuide do preheader, não repita o assunto simplesmente, complemente o assunto;
  • Se criar algum senso de urgência no assunto normalmente também ajuda;
  • Reenviar para desengajados / não abertos pode ajudar;
  • Personalizar o envio ajuda muito, no assunto e na mensagem;

Mas nem tudo é assunto

  • Cuide do CTA – call to action da mensagem;
  • Faça teste A/B;
  • Cuide dos horários;
  • Analise os sucessos anteriores;
  • Cuide dos relatórios, o que está sendo clicado e o que está sendo ignorado, melhore nos próximos envios, reuse o que estiver dando resultados;
  • Use o e-mail que você vai enviar para resolver algum problema do usuário se for possível;
  • Agregue valor, faça ele esperar o próximo e-mail pois está recebendo algo relevante e importante;

Ainda, segundo a Holistic Email Marketing é fundamental cuidar da “CURVE”, “creativity, urgency, relevance, value and emotion” quando estiver pensando no assunto do seu email marketing.

Você também pode considerar cada e-mail enviado como uma pesquisa para seus usuários, e extrair dados para auxiliar nos próximos envios.

Outra coisa que eu sempre lembro aos meus clientes, se o usuário se cadastrou para receber e-mails, se ele já é cliente ainda mais, ele tem que receber alguma coisa diferente do que está no site/loja disponível para quem ainda não se cadastrou.

Você tem que dar algo a mais para quem está na base!

9.6 Mas o que é teste A/B para email marketing?

Teste A/B são testes feitos para se testar variações. Ele pode ser feito numa página na web, mas neste caso estamos falando de se fazer variações e teste A/B para de email marketing.

É importante e uma excelente prática fazer teste A/B. Com o passar do tempo você vai perceber que os ganhos valem o esforço.

Ainda que as melhores ferramentas do mercado dão suporte a essa excelente ferramenta. Saiba ainda que embora o nome seja esse, você pode fazer testes A/B/C/… e por aí vai.

Mas comece de maneira simples, não mexa em muitas coisas a cada interação, de preferência uma apenas, e meça os resultados e analise os que não deram certo.

Você pode fazer o teste e analisar os dados, ou ajustar a sua ferramenta de envio para fazer o envio com base nos resultados “vencedores”, por exemplo, usando os ajustes para a amostra que mais visualizou, mais abriu ou mais clicou por exemplo.

Exemplo prático

  • Teste A = 1 clique
  • Teste B = 15 cliques
  • Vencedor = Teste B, este será enviado para o restante da base

Tipos de teste A/B para email marketing

  • Alterar o assunto do e-mail;
  • Variar o tamanho do assunto do e-mail;
  • Fazer uma peça com imagens e uma sem;
  • Alterar o texto do preheader;
  • Alterar o título da notícia destaque;
  • Alterar a imagem destaque;
  • Alterar a formatação da peça de e-mail;
  • Alterar completamente o template do e-mail;
  • Alterar as cores de alguns elementos da peça de e-mail, os botões por exemplo;
  • Testar a mesma peça em diferentes horários;
  • Com e sem personalização;
  • Textos mais curtos ou textos mais longos;

Erros ao se fazer teste A/B para email marketing

  • Terminar o teste muito cedo
  • Fazer um teste sem uma hipótese adequada
  • Não analisar os testes que falharam
  • Não testar o tempo todo
  • Fazer teste com público pequeno demais
  • Fazer testes quando está alterando os parâmetros
  • Fazer variações demais no mesmo teste
  • Não examinar as métricas quando não tiver resultados expressivos

E o que descobrimos com isso?

  • Em geral os testes A/B geram dois tipos de dados, quantitativos e qualitativos.
  • Os dados quantitativos são oriundos a partir dos números da amostra em si. E os qualitativos são oriundos das ações dos usuários.
  • Então, nos quantitativos descobrimos coisas sobre o processo de envio, no qualitativo descobrimos dados sobre o comportamento da base.

Algumas dicas para ter mais sucesso com teste A/B

  • Formule hipóteses antes de testar;
  • Tenha o tempo necessário para fazer testes adequadamente;
  • Aprenda com os erros;
  • Utilize os acertos;
  • Defina bem a amostra que será utilizada para os testes;
  • Quanto maior a amostra melhor o teste;
  • A lista precisa ser randômica;

De qualquer forma em tudo o que é lugar que li dados a respeito de teste A/B para email marketing, um prazo razoável de teste é pelo menos 5 dias.

É importante que você comece de maneira simples, faça seu teste A/B, analise os resultados, utilize o que vencer, e repita o processo!

Imagem padrão
Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS.

Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total).

Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora

Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa.

Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos.

Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você.

Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

Artigos: 345
Translate »