Gustavo Tagliassuchi
Estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, admirador do WordPress, co-organizador dos Meetups de WordPress em Porto Alegre, organizador do WordCamp Porto Alegre 2019 e co-organizador em 2018 e 2017, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto, corredor muito muito amador e sócio da Agência Dupla.

Como agir em momentos de crise

Como agir em momentos de crise

Antes de mais nada este post é baseado num webinar que falava justamente sobre Como agir em momentos de crise, feito pelos cobras da StartSe.

Tive a oportunidade de assistir à diversos webinars que eles estão fazendo neste momento de incertezas, não somente com especialistas do mercado, mas principalmente com a experiência deles.

Uma parte dos sócios da StartSe veio da XP, e eles passaram a crise de 2008 e agora, para quem não sabe, a StartSe é uma empresa focada em cursos de excelência mas presenciais.

]Não preciso dizer o que o impacto da quarentena causou no negócio deles.

Ao invés de fechar as portas e ficar se queixando nas redes sociais, baixaram a cabeça e rapidamente pivotaram o modelo de negócios, mas isso fica para outra postagem, vamos agora falar sobre o que eu entendi do webinar.

Como agir em momentos de crise

Se não me falha a memória o Mauricio Benvenutti estava acompanhado do Pedro Englert e de Junior Bonelli, e o que deu para captar nesse webinar importante foi o seguinte.

  • Senso de comunidade: não se faz mais algo para as pessoas, se faz algo com as pessoas;
  • O simples convence: faça as coisas de maneira simples, mas vá lá e faça;
  • Crises são recorrentes: crises mudam o curso de profissões, indústrias e economias inteiras;
  • Seja maníaco por custos: ative o módulo lunar de sobrevivência, só o que for necessário;
  • Expandir em vez de contrair: cuide o custo da oportunidade;
  • Se preocupar só com o que está por vir: proteja o que você tem;

O que eles fizeram na XP Investimentos em 2008

  • Crise é um ritual de passagem que nos força a desenvolver novas oportunidades;
  • Se preparem para o pior e façam o seu melhor;
  • Ficar mais próximo dos clientes;
  • O capitão vai para a frente do barco;
  • O cliente só precisa de ajuda;
  • Criar novas oportunidades no novo cenário;
  • De que maneira posso melhorar o processo?
  • É na crise que a gente se desenvolve;
  • É na crise que as melhores ideias aparecem;
  • É em crises que damos o nosso melhor;
  • Em crises não ganha quem oferece o melhor preço, mas quem oferece “valor”;
  • Sair maior dessa situação não está no nosso controle mas sair melhor está;

O que a StartSe está fazendo na crise de 2020?

  • Aplicando o HOPE;
  • Humildade;
  • Otimismo;
  • Protagonismo;
  • Execução;
  • Fazer e testar rapidamente as mudanças;
  • Planejar executando;
  • Ir para o mercado;
  • Testar e corrigir e ir de novo;

Eu tenho tentando auxiliar meus clientes neste momento de crise profunda, tenho dormido muito menos, tenho pensado e queimado as pestanas muito mais, buscando alternativas, sugerindo na medida do possível ações para eles terem opções.

Não está sendo uma coisa fácil mas vamos buscar o sucesso sobre essa momento com toda a certeza.

Assista ao vídeo do webinar

Recomendo que você busque informações da StartSe sobre a série de webinars ReStartSe interessantíssimos para este momento e assista os que fizerem sentido para você e para a sua organização.

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS. Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total). Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa. Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos. Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você. Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *