Gustavo Tagliassuchi
Estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, admirador do WordPress, co-organizador dos Meetups de WordPress em Porto Alegre, organizador do WordCamp Porto Alegre 2019 e co-organizador em 2018 e 2017, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto, corredor muito muito amador e sócio da Agência Dupla.

Avaliando os resultados do seu blog

avaliando os resultados do seu blog

Eu mantenho diversos blogs. A maior parte é minha mesmo. Alguns são de clientes. Então é importante você ter em mente alguns números e métricas para avaliar adequadamente a evolução (ou não) do seu blog em um determinado tempo.

Eu sugiro que você faça avaliações trimestrais, acho que são adequadas e permitem correção da rota nos pontos que merecem mais atenção, e você não teria que esperar por exemplo mais 12 meses para avaliar e mudar alguma coisa novamente.

Crie uma tabela no aplicativo de planilhas do G Suite, claro que você usa as Planilhas do Google certo?

Mas o que você deve medir?

  • Números do Google Analytics
  • Números da sua ferramenta de email marketing
  • Números de mídias sociais
  • Monetização
  • Números dos posts
  • Investimentos adicionais

Mas de que forma?

Então, sugiro que você crie uma planilha, dividida mensalmente, pode até criar uma para cada mês, vai depender da sua organização.

Em linhas gerais, sobre visitação mensal, usuários, visitação de páginas, tempo da sessão. Posts mais visitados.

Eu ainda acrescentaria, mensalmente, quantidade de opt-ins e opt-outs no e-mail marketing, quantidade de envios que você fez, quantidade de seguidores em cada rede social que você atua, se quiser ser mais detalhado, para os posts coloque quantidade de curtidas e compartilhamentos.

Ainda, o “faturamento” do seu blog, separado mensalmente.

Junto disso tudo, o seu “investimento”, que também pode os custos de hospedagem, impulsionamento de posts, mídia, outros gastos, mas também o seu investimento pessoal, o tempo que tem gasto mensalmente para manter o blog funcionando.

Tendo isso mais ou menos organizado numa planilha, já dará um cenário. Você vai perceber as relações entre postar mais, ter mais visitas, enviar mais email marketing, ou dedicar mais ou menos tempo, e o impacto disso no seu blog.

É importante mensurar. Veja, estou sendo extremamente simplista na minha sugestão. De fato para saber informações de cada post mensalmente pode ser necessário planilhas adicionais somente para este fim.

Então você tem que ter em mente que precisa medir para saber o resultado das suas ações. E se ao final das contas está valendo ou não manter o blog funcionando.

Mas tem que analisar

Não adianta ter o Google Analytics disponível se você não olhar. Quem traz mais tráfego? Qual a origem do tráfego? Estou escrevendo os assuntos que minha audiência quer ou precisa?

Quando envio e-mail marketing, o que é mais acessado? Muita gente clica? Tenho recebido muitos cadastros nos formulários de opt-in?

E nas redes sociais, o que faz mais sucesso? Só tenho curtidas, mas o pessoal realmente clica para ler no blog? O que tenho gasto para impulsionar realmente me traz o retorno esperado?

Quais as preferências da audiência? Eles lêem os posts quando disponibilizo ou tem perfis diferentes do que eu imagino?

Recebo tráfego de outros sites e blogs? Quanto?

Não pare aqui, faça as perguntas, olhe os dados, e descubra as respostas. Não é fácil, mas é fantástico ter dados para analisar!

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS.Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total).Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil aforaMais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa.Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos.Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você.Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *