Web sites bem estruturados

Uma presença forte na Internet começa com um bom web site, e este com uma boa estrutura de conteúdo. Isso é necessário por diversos motivos, destacando-se facilitar a vida do usuário e tirar proveito dos mecanismos de busca.

Ou seja, tirar vantagem sobre a concorrência, dar mais retorno aos nossos usuários e melhorar a reputação do site positivamente, e é claro, vender mais!

O que deveria ter

  • Estrutura simples: facilite a navegação, facilite a compreensão, facilite as informações serem encontradas;
  • Navegação amigável: quanto mais fácil for a navegação, mais informações úteis serão acessadas, e mais tempo o usuário ficará navegando no seu site;
  • Respeitar padrões (SEO): respeite as regras, facilite a indexação, mas escreva para humanos, não para máquinas;
  • Facilitar a leitura: parece estranho lembrar disso, mas a quantidade de sites que tem contraste prejudicial à leitura (lembre daqueles sites com fundo branco e a cor da fonte cinza claro), então pense em facilitar a leitura, a impressão se for o caso, e naqueles que tem algum problema visual;

A importância da estrutura

  • Traz o usuário de volta: ele encontra o que procura, as vezes até mais!
  • Impacta desempenho de SEO: como comentado anteriormente, facilite a vida dos mecanismos e rankeie um pouco melhor que a concorrência;
  • Sitelinks: facilita a criação de sitelinks exibidos nos mecanismos de buscas;
  • Melhora rastreamento: os mecanismos também analisam a estrutura do seu web site para categorizar o seu conteúdo, então isso impacta nos resultados das buscas;
  • Entrega a informação adequada: parte de encontrar facilmente e de imediato, ou com o mínimo de cliques possível, a informação que se busca;
  • Acesso intuitivo ao conteúdo: sem pensar muito, o usuário se localiza facilmente;
  • Cria padrões compreensíveis: não reinvente a roda, utilize o que funciona e faça mais rapidamente o que precisa ser feito;
  • Afeta UX e UI: então não viaje muito, faça um menu parecer um menu, e o melhor, se localizar onde o menu normalmente fica!

Tipos de estruturas

  • Modelo hierárquico: um dos tipos mais comuns, normalmente utilizado em sites com grandes quantidades de dados. Exemplos, CNN, BBC, etc;
  • Modelo sequencial: guiam os usuários por uma sequência de informações. Exemplo WikiHow;
  • Modelo matricial: um dos modelos mais antigos utilizados em sites na Internet. Oferece opções, pesquisa e links internos. Exemplo Wikipedia;
  • Modelo de banco de dados: modelo de estrutura dinâmica, o mais comum são páginas e posts em blogs do WordPress para exemplificar. Exemplo Medium;

Confira os menus do meu site

Marquei acima em vermelho o menu com o conteúdo pilar mais importante, o primeiro a ser acessado, pelos usuários e pelos mecanismos de busca.

Já o menu principal do blog, contém todos os demais conteúdos do blog, confira a árvore (importante que o segundo nível deveria ser horizontal, coloquei tudo na vertical para não ficar gigante o mapa mental).

Como fazer uma boa estrutura

  • Planeje antes: não deixe de planejar tudo, no papel se for o caso, mas imagine antes de executar, como ficaria;
  • Use a lógica: o usuário merece ter sua inteligência respeitada 😉
  • Cuide da navegação: ela leva o usuário para todos os lugares;
  • Mantenha níveis rasos: só aprofunde quando for necessário;
  • Estrutura é praticamente o menu: pense sempre nisso;
  • Nomenclatura para humanos: não para os mecanismos de buscas ou bots, pense sempre nas pessoas;
  • Faça mapas mentais 😉

Confira um resumo desta postagem no mapa a seguir.

Eu sou meio suspeito, estou sempre mexendo (sei que não deveria) na minha estrutura de informações aqui. Se quiser acrescentar algo, comente aí!

Imagem padrão
Gustavo Tagliassuchi
Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS. Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total). Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa. Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos. Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você. Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.
Artigos: 564

Deixar uma resposta

Translate »