Gustavo Tagliassuchi
Estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, admirador do WordPress, co-organizador dos Meetups de WordPress em Porto Alegre, organizador do WordCamp Porto Alegre 2019 e co-organizador em 2018 e 2017, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto, corredor muito muito amador e sócio da Agência Dupla.

A parte chata do email marketing

A parte chata do email marketing

Apesar de todos os esforços, a parte chata do email marketing pode estar mais perto do que você imagina, alguns hábitos seus podem estar causando isto.

Coisas que você pode estar fazendo errado

  • Não utilizar uma peça de email marketing responsiva;
  • Peça ruim com design ruim;
  • Segmentar sua lista de maneira incorreta;
  • Enviar todos e-mails para toda base;
  • Enviar seus e-mails com assuntos ruins;
  • Enviar e-mails sobre nada, conteúdo fraco;
  • Não verificar duplamente seus links;
  • Subestimar o uso dos autoresponders;
  • Não analisar os resultados dos envios;
  • Personalização com erros;
  • Enviar e-mails demais ou na frequência errada;
  • Não deixar claro o CTA, qual o próximo passo?
  • Falta de informações claras de contato;
  • Domínios, IPs e autenticação com falhas (DNS, SPF, DKIM e DMARC);
  • Infraestrutura de envios ruim ou comprometida;

E o que mais pode dar errado?

Existem ainda outros problemas, quem nunca fez alguma coisa errada, que provocou a inserção de seus IPs ou domínios em blacklists que atire a primeira pedra. Mas quando isso ocorre, o estrago pode demorar até duas semanas para minimizar, prejudicando todas as ações neste período, e as imediatamente após o delist.

Lembre-se que nem todas as blacklists trabalham da mesma forma, e mesmo aceitando o pedido de delist, toda a cadeia em torno dessas listas deverão ser atualizadas para seus envios (e a infra da sua ferramenta de envios) não serem mais penalizadas, é triste e chato mas é a realidade.

E o que eu tenho que fazer a respeito?

Bem, siga as boas práticas, recomendações do seu fornecedor, cuide da sua base, verifique os relatórios, bounces, descadastros, denúncias de spam, seu processo de double opt-in e de opt-out, sua política de reengajamento.

Tudo isso vai interferir, mas a parte boa é que normalmente estes indicadores lhe informam quando alguma coisa está errada, você perceberá e poderá agir antes do estrago ser maior.

E para finalizar (antes de chorar)

Lembre-se que as pessoas amam receber e-mails! Só precisamos fazer as coisas da maneira correta.

Confira o vídeo

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS.Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total).Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil aforaMais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa.Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos.Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você.Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *