Gustavo Tagliassuchi
Estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, admirador do WordPress, co-organizador dos Meetups de WordPress em Porto Alegre, organizador do WordCamp Porto Alegre 2019 e co-organizador em 2018 e 2017, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto, corredor muito muito amador e sócio da Agência Dupla.

Email marketing para pequenas empresas

Email marketing para pequenas empresas

Costumo ouvir com alguma frequência: Não faço email marketing, é muito difícil.

Outros acham que é coisa de empresa grande, de maior porte.

Não é, email marketing serve para qualquer tipo de empresa, é ideal para pequenas empresas e profissionais liberais.

Não pense desta forma. Você pode sim fazer email marketing.

Com algum esforço os resultados serão encorajadores. Temo que você vai perceber isso logo no início do seu processo se fizer as coisas de maneira adequada.

Otimize seu trabalho e tenha mais resultados

  • Utilize uma ferramenta de envios decente, que tenha boa qualidade de entrega e suporte para quando os problemas ocorrerem;
  • Comece com uma ferramenta simples e depois evolua quando ficar mais seguro;
  • Faça uma lista de itens a serem verificados antes dos seus envios;
  • Faça uma lista de itens a serem verificados depois dos seus envios;
  • A coisa mais importante que você deve cuidar é o conteúdo do seu envio;
  • Cuide dos textos e das imagens que serão utilizadas;
  • Cuide do layout e do código HTML. Se não souber fazer, ou compre pronto e personalize, ou utilize os modelos da sua ferramenta de envios, normalmente são um ótimo ponto de partida;
  • Faça teste de envios, tanto para verificar o recebimento e a aparência, quanto para testar a abertura em dispositivos móveis e nos navegadores no desktop;
  • Se a sua ferramenta de envios tiver preview da abertura, utilize, mas opte pelo melhor resultado da maioria, nada de querer fazer funcionar em versões obsoletas do Outlook ou de ferramentas que ninguém usa mais;
  • Cuide bem da saúde da sua base, faça o double opt-in e facilite o descadastro;
  • Espione o que a concorrência tem feito de bom e copie;
  • Entregue mais, nada de somente enviar os conteúdos já publicados no site ou no blog, trate quem lhe forneceu e-mail e outros dados de maneira adequada, entregue mais valor;
  • Se puder faça pesquisas, descubra novas demandas dos seus usuários, ou ainda solicite mais dados para completar seus cadastros;
  • Cuide do assunto do e-mail, faça testes;
  • Se puder integre com redes sociais, estimule o compartilhamento, mas não entupa com botões de redes sociais desnecessários;
  • Use alguma automação se estiver confortável com isso;
  • Planeje antes, crie um calendário de envios, mas não abuse da periodicidade, nem demais, nem de menos;
  • Se não souber qual periodicidade, comece com envios mensais!
  • Utilize serviços de terceiros, além de templates prontos utilize designers e codificadores se precisar sofisticar;
  • Deixe claramente o CTA – Call to Action na sua peça. Pelo menos um, direcionado a ação que remeta seu usuário a uma compra, a uma postagem completa, a um link específico, se a peça não tiver links será ineficaz;
  • Se você tiver os objetivos claros do que imagina a cada envio, vender um produto, criar acessos numa postagem do blog, estimular curtidas numa rede social, então garanta que tem os números antes e depois da realização da ação para mensurar os resultados;
  • Se puder personalize a mensagem;
  • Nada de enviar para a página principal do seu site ou blog. Tenha em mente que uma landing page adequada gera mais conversão. Ou pelo menos coloque as tags específicas nos seus links para gerar algum tipo de marcação na conversão;
  • E-mail de maior qualidade dá mais resultados que e-mail em muita quantidade!

Veja, essa lista acima remete a alguns itens. Atendi já diversos tipos e tamanhos de empresas, “eupresas”, agências que produzem para clientes, cada um com suas particularidades.

Não tenho números do Brasil, mas nos Estados Unidos segundo a Aweber, 75% das pequenas empresas e freelancers utilizam e-mail marketing para promover seus negócios. E 91% deles fazem suas próprias peças e envios!

Se eles podem, você pode!

Ainda, 30% deste povo atribui 25% ou mais do seu faturamento as ações feitas com email marketing. Não dá para perder mais tempo, certo?

E uma coisa eu garanto, quanto mais você enviar, melhor você vai ficar nessa arte fantástica do email marketing.

E os resultados vão começar a aparecer. Mas não abuse, respeite as regras e boas práticas!

Confira o vídeo

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS.Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total).Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil aforaMais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa.Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos.Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você.Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *