Manutenção profissional de WordPress

Este capítulo tem dois objetivos, relembrar pontos importantes que você precisa tornar mais eficiente para gerenciar seu próprio site ou blog em WordPress, e quem sabe permitir que preste este serviço para outros!

Principalmente se você já faz sites ou blogs para terceiros, vou lhe dar algumas dicas, pois vender sites e blogs ainda é mais fácil e simples do que vender receitas recorrentes e adicionais a eles!

14.1 – O que você precisa cuidar?

Como você viu nos capítulos anteriores, manter o WordPress, temas e plugins atualizados, cuidar de SEO, cuidar de aspectos de segurança, cuidar de aspectos de otimização e performance, são coisas complementares, mas que demandam trabalho.

Que tal se você conseguir automatizar parte deste trabalho? Sim, isso é possível.

Gestão de atualizações do WordPress

Existem dezenas de soluções para você fazer esse tipo de coisa, eu já testei pessoalmente boa parte delas.

Vou sugerir que se você queira iniciar neste ramo, comece utilizando o ManageWP.

Inclusive você pode ativar uma conta gratuita imediatamente para o seu próprio blog, ou mesmo ativar em um blog em uma área de testes (mas tem que ser online), para testar módulos gratuitos e pagos, chamados add-ons.

Entre outras coisas você vai poder cuidar de

  • Atualizações de Core;
  • Atualizações de Plugins;
  • Atualizações de Temas;
  • Atualizações de Widgets;
  • Gerenciamento de comentários;
  • Gerenciamento de links quebrados;
  • Monitoramento de uptime;
  • Verificação de vírus e malware;
  • Backups;
  • Dados executivos do Google Analytics;
  • Relatórios para clientes;

Essas tarefas listadas acima são consumidoras de tempo, e você sabe que podem confundir usuários mais leigos.

Então você pode utilizar o ManageWP para lhe auxiliar nisso, no primeiro momento se utilizar as versões gratuitas ele vai lhe informar, e você terá que executar manualmente as mesmas.

Com o tempo pode ser vantajoso pagar pela automatização.

Dependendo do cliente você deveria considerar dar a ele apenas um usuário do tipo Editor, e você ser o Administrador.

Mas isso é para efeitos de controlar a parte chata para seu cliente, se um dia terminar o relacionamento comercial eleve o usuário dele e administrador.

Backup do WordPress

Você deve fazer backups regulares do seu site. E se tiver clientes então nem se fala.

Pode utilizar um plugin específico para este fim, gratuito ou pago. Ou se utilizar os serviços do ManageWP, terá auxílios valiosos nesse sentido.

Além de relatórios de backups executados (ou com problemas), para inclusive engordar seu relatório mensal de prestação de serviços, poderá fazer atualizações com mais segurança.

O ManageWP oferece uma atualização segura (para quem utiliza o add-on de backup pago), onde em caso de problema com a atualização, o sistema faz um rollback automático, ou seja, volta à situação anterior, sem muito esforço.

Das milhares de atualizações que fiz com eles até hoje, me lembro de ter tido problema em uma delas apenas.

Segurança do WordPress

A segurança no WordPress compreende diversos aspectos além da hospedagem, tais como: controle de acesso, firewall, varreduras de vírus e arquivos maliciosos.

Então se você puder deixar isso a cargo de um serviço de terceiros, pode ser mais vantajoso. Primeiro pelo custo direto, segundo porque você tem relatórios específicos.

O ManageWP pode lhe auxiliar com parte destes pontos abaixo.

  • Firewall;
  • Controle de acesso;
  • Vírus;

O controle de acesso recomendo que você faça via alteração da URL da área administrativa do WordPress, por padrão /wp-admin e também adicionalmente alguma autenticação em duas etapas.

Normalmente para a maior parte dos sites utilizo um plugin de segurança adicional chamado iThemes Security Pro, não é nenhum pouco barato, não resolve todos os problemas, mas ajuda em muitos deles.

Pensando em serviços profissionais avalie esta alternativa.

Uptime do WordPress

Já citei alguns serviços de uptime no capítulo anterior, dê uma olhada lá.

Adicionalmente, o ManageWP também faz isso, a vantagem é constar do seu relatório mensal.

Performance do WordPress

Também nos capítulos anteriores citei algumas ferramentas.

Você vai encontrar os mesmos dados delas no relatório de performance do ManageWP, então por que pagar?

Mesmo motivo acima, constarão os dados nos seus relatórios profissionais!

Links quebrados no WordPress

Existe um plugin muito pesado mas muito eficaz, feito por um dos criadores do ManageWP, o Broken Link Checker, porém a tecnologia foi utilizada para criar um serviço no ManageWP.

Se prestar o serviço, novamente, faz sentido que conste do seu relatório certo?

SEO ranking no WordPress

Ainda assim, o serviço de monitoramento de palavras-chave do ManageWP pode ser útil para mostrar a performance para o seu cliente.

Mas é um relatório bem simplificado, não substitui uma ferramenta mais focada e nem uma análise humana.

Mas é um ponto de partida.

14.2 – Como automatizar relatórios no WordPress

Coletando todos os dados que você ache pertinente, pode criar, no ManageWP um relatório automático, que tanto pode ser criado e enviado para você, como enviado diretamente para os seus clientes.

Veja, você tem o poder de gerar esses relatórios recorrentes e cobrar por essa informação. Pense nisso.

Ferramentas de gerência de WordPress

Se você estava achando que eu tenho algum comissionamento com o ManageWP, não tenho não.

Além do ManageWP você pode conferir o MainWP, iThemes Sync, InfiniteWP, WPMU Dev, WP Boom, CMS Commander, WP Remote e iControlWP.

Até listei anteriormente outras ferramentas similares a ele, que você pode avaliar e ver o melhor custo/benefício, só quis lhe poupar este trabalho baseado na minha própria experiência.

14.3 – Controlando os clientes no WordPress

Se você estiver pensando em fazer manutenção profissional de WordPress, precisará controlar mais a fundo tudo o que faz pelos seus clientes.

Comece evitando tudo o que não gera um código de controle, transfira WhatsApp, e-mails diretos para um sistema de tickets.

Recomendo que você comece pelo FreshDesk. A cada chamado aberto, um ticket exclusivo.

Ao final de um mês, trimestre, semestre, saiba quem lhe consome mais tempo com demandas.

Controle

Lembre-se, você tem que controlar, mesmo que comece com documentos, planilhas e apresentações em PPT, gerando manualmente seus relatórios.

Pense em enviar email marketing exclusivo para seus clientes.

Relatórios

Gere relatórios, envie os mesmos comentados, faça com que o cliente veja real uso das informações que está recebendo.

Recomende alterações de estratégia, melhorias, a partir dos dados coletados.

Existem ferramentas adicionais como o AgencyAnalitics ou DashGoo para relatórios aprofundados de redes sociais.

Cobrança

Cuide da cobrança, automatize, controle, não tenha vergonha de cobrar quem não paga em dia, se for o caso, proteste.

Pense em criar planos, 3 planos distintos, para oferecer aos seus clientes. Deixe bem definidas as diferenças entre eles.

14.4 – E agora? Qual como fazer?

Comece fazendo manualmente ou com a ferramenta que puder. Primeiro prove que você é bom.

Envie informações valiosas para seus clientes. Transforme seus serviços em produtos.

Não ofereça preço aos seus produtos e serviços, venda os benefícios, a sua metodologia, a dor que você cura, mostre resultados!

Imagem padrão
Gustavo Tagliassuchi
Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS. Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total). Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa. Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos. Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você. Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.
Artigos: 549

Deixar uma resposta

Translate »