Herdei um site em WordPress

Você pode estar lendo isso por diversos motivos. Pode ser para melhorar seu entendimento do WordPress, para criar algo com WordPress para você mesmo, ou eventualmente para terceiros.

Então poderá acontecer de você herdar um site feito em WordPress em algum momento.

Isso pode acontecer, pois eventualmente o cliente não está precisando de um site novo, feito do zero, está com problemas no site existente, que alguém fez, e não temos a mínima ideia da extensão dos problemas!

Uma boa prática é navegar pelo site, preferencialmente em todas a páginas e desenhar essa estrutura do site, vai dar uma ideia a você do tamanho dele, e servirá para discutir com o novo cliente onde as alterações deverão ser feitas.

A primeira coisa a fazer é ter acesso ao painel de controle, com um usuário do tipo administrador. Isso implica em outro administrador cadastrar você lá no painel.

Eventualmente o cliente nem tem esse acesso, medidas adicionais podem ser necessárias, como cadastrar um usuário diretamente no banco de dados.

Posteriormente você precisará de acesso completo ao painel da empresa de hospedagem também.

Endereço do painel de controle, login/senha, acesso ao FTP/sFTP, cPanel/Plesk e por aí vai.

7.1 – No painel do WordPress

Não esqueça de remover o antigo administrador do site, informando o seu cliente, e removendo também o e-mail dele se for o padrão em Configurações -> Geral -> Endereço de e-mail, coloque o seu.

Pode ser necessário alterar no banco de dados se tiver alguma segurança.

Ao se logar na primeira vez no painel, faça um inventário de tudo o que estiver “alarmado”.

  • Quantidade de atualizações;
  • Quantidade de comentários;
  • Atualizações pendentes do tema;
  • Verifique se o site responde utilizando o https:// na frente da URL;
  • Verifique a quantidade de usuários administradores e se todos deveriam estar ali, principalmente o antigo desenvolvedor e remova o mesmo ou troque o perfil para usuário;
  • Verifique o tema, ele pode ser um tema pago, será necessário ou os dados de ativação ou novo registro do tema;
  • Verifique os plugins, se tiver algum premium, poderá ser necessário os dados de ativação ou registro do plugin novamente;
  • Os dois casos acima caso o controle disso seja do antigo desenvolvedor, avise o cliente que terá custos adicionais;
  • Nos plugins verifique se existe algum com acesso externo, como gerenciador de sites, e desative;
  • Existe um plugin de backup externo?

7.2 – No painel de controle da hospedagem

Importante você observar alguns pontos no painel de hospedagem.

  • Você pode verificar a performance, consumo de recursos (espaço em disco, memória e processamento).
  • Também pode verificar o tráfego se está dentro do esperado, se estiver muito próximo do limite, pode ser necessário um upgrade de plano.
  • Verifique a versão do PHP.
  • Verifique o consumo de recursos.
  • Vejas as contas de e-mail.
  • Confira as entradas de DNS.

7.3 – Verificações externas

Já fora do painel faça verificações básicas de segurança e performance com ferramentas externas, links no final do livro.

  • Sitecheck
  • GT Metrix
  • Pingdom
  • Web Page Test
  • Tempo de uptime

As verificações externas vão lhe dizer se o site contém alguma coisa que não deveria estar lá (vírus, códigos maliciosos), e com relação à performance dele, tempo de acesso e otimização de itens como as imagens.

7.4 – E o que eu faço então?

Após as verificações, tenha certeza de realizar um backup externo, utilizando um plugin específico como o Updraft Plus. Cuidado ao fazer o backup em horário comercial, dependendo da hospedagem você pode derrubar o site.

Feito o backup, crie uma área de hospedagem, pode ser local na sua máquina, recupere o backup, e faça as atualizações, tendo certeza de fazer uma de cada vez, verificando se nada é danificado ou para de funcionar.

Remova plugins e temas desativados. Verificar links quebrados também é importante.

Uma vez feito isso, você poderia então atualizar o site do cliente, passo a passo, em horário adequado, e a partir daí teria uma situação nova, site atualizado, novo backup é prudente.

Interessante então você verificar quais as novas demandas do cliente, e partir daí para atualizar.

Essas são boas práticas. Eventualmente existirão temas e plugins que não poderão ser atualizados, você terá mais chances de sucesso se for atualizando no ambiente de testes um por um.

Verifique se o site tem código de Analytics instalado, ou exibindo o código fonte, se tem alguma coisa estranha que você ache que não devesse estar ali.

Claro que dependendo da sua experiência olhar o código pode ser uma coisa um pouco mais complexa no primeiro momento.

Também verifique se tem Google Search Console ativado. Consulte ambos painéis, olhe os dados.

Instalar um plugin de segurança, um plugin de backup externo (que você deve programar para ser feito durante a madrugada (madrugada da empresa de hospedagem, pode não ser a mesma madrugada no seu horário), externamente, na nuvem, verificações de uptime, tudo são pontos fundamentais na manutenção de um site.

Essas sugestões servirão para o seu próprio site inclusive.

Imagem padrão
Gustavo Tagliassuchi
Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS. Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total). Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa. Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos. Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você. Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.
Artigos: 555

Deixar uma resposta

Translate »