Como produzir conteúdo para o blog da empresa

Embora eu dê muitas dicas sobre produção de conteúdo, tenho recebido algumas solicitações de pessoas que precisam produzir conteúdo para o blog da empresa.

Não precisa entrar em pânico, mesmo você não estando acostumado a produzir conteúdo com frequência.

Como produzir conteúdo?

Não importa qual é a pergunta:

  • Como criar conteúdo para web?
  • Como criar conteúdo de qualidade?
  • Como criar conteúdo para blog?
  • Como criar conteúdo para Internet?

Você precisa começar a planejar primeiro.

Planejando o conteúdo

Faça algumas perguntas:

  • O que a empresa faz?
  • Se for algum tipo de produto, detalhe mais.
  • Como o produto X é fabricado?
  • Quais as características do produto X?
  • Dúvidas comuns sobre o produto X.
  • Dicas de utilização do produto X.
  • Se você atende pessoas, presta serviços, da mesma forma, detalhe mais.
  • Quais os serviços que a empresa presta?
  • Para que servem?
  • Para quais empresas ou perfis de usuários se aplica?
  • Como posso obter retorno a partir do serviço Y?

E por aí vai. Se a sua empresa já tem alguma estrutura, invariavelmente você vai ter que envolver outras pessoas para lhe auxiliar a produzir conteúdo.

Pense no processo de vendas, quais são as dúvidas mais comuns dos usuários sobre o produto que você poderia auxiliar a responder antes do comercial precisar fazer isso?

Como você pode ajudar o pessoal do suporte técnico a resolver as 10 dúvidas mais frequentes dos usuários antes que eles entrem em contato por telefone ou criem um ticket de atendimento?

São essas pequenas coisas, quando você perceber já tem massa crítica para escrever muita coisa, fica mais fácil produzir conteúdo para o blog da empresa desta forma.

Mas não é só isso. Tem o seu mercado de atuação, tem as melhores práticas, tem entrevistas com usuários / clientes.

Vá mais a fundo. Escreva os títulos dos posts. Desenhe a estrutura do conteúdo, o que você quer / precisa abordar.

E depois corra atrás do conteúdo. Entregue mais para o usuário.

Melhorando o seu negócio com conteúdo

Claro que existem muitas áreas passíveis de melhorias, mas recomendo que você siga melhorando o seu negócio com conteúdo.

Calma, vou explicar melhor, e não adianta você arranjar desculpas para não produzir conteúdo, se você quiser mesmo, vai arranjar o tempo necessário, e envolver as pessoas chave no processo.

Produza conteúdo para todo o setor

Isso mesmo, crie conteúdos não apenas para seus clientes, para todo o setor, para você virar uma referência na área que atua.

Lembre-se, isso vai lhe dar destaque, e a consequência disso a médio e longo prazo é possivelmente lhe trazer mais clientes.

O bom conteúdo funciona o tempo todo! Então os visitantes devem ficar impressionados com o que você publica, considerar suas postagens importantes e uma fonte confiável de informações.

Facilite a cópia e compartilhamento dele, não o contrário.

Lembre-se, não apenas conteúdo no blog, todos os tipos:

  • Blog
  • Redes sociais
  • Landing pages
  • E-books
  • White Papers
  • Webinars
  • Email Marketing exclusivo
  • Vídeos
  • Entrevistas

Lembre-se que o Google lhe pontua com mais amor quanto mais original e relevante for o seu conteúdo.

Escreva, depois melhore. Quero dizer, comece escrevendo, construa a estrutura, e depois adicione conteúdos relevantes e referências importantes para validar seu posicionamento.

Compartilhe suas experiências reais. Isso ajuda bastante. E é claro uma revisada antes de publicar também ajuda.

Crie um calendário editorial, planeje a periodicidade e cumpra as metas!

Fique ligado na concorrência

Pesquise o tempo todo sobre seus concorrentes, não é porque você atua há 25 anos que os concorrentes e o seu mercado de atuação funcionarão da mesma forma.

Você precisa constantemente estar ligado no que eles estão fazendo, sobre o que eles estão escrevendo, e quem são os novos entrantes no seu mercado de atuação.

Certamente os novos players entrarão com muito mais novidades e agilidade que você poderia imaginar.

Aproveite e interaja

Peça para o usuário interagir, comentar. Pense em evoluir essa interação, quem sabe um grupo privado no Facebook, remeter o usuário a um opt-in exclusivo sobre aquele assunto, criar uma área restrita para atender melhor.

Comece pequeno mesmo, mas não deixe de interagir com muita frequência com quem estiver interessado. Dá trabalho, mas o resultado é importante.

Quanto mais útil você for para sua audiência, mais fácil será conseguir algum tipo de interação.

Engaje o público interno

De nada adianta você, tendo colaboradores, empreender uma cruzada solitária. Aproveite e engaje mais pessoas e mais departamentos. O processo vai ficar melhor e mais interessante.

Mas é importante você compartilhar os dados com todos os participantes, as visitas, os conteúdos que mais engajam, para motivar a equipe. E dê crédito a eles obviamente.

Se você for um cavaleiro solitário como eu, siga firme na jornada, também é possível fazer isso de maneira solitária, que fique bem claro.

Produzindo conteúdo para seu blog corporativo

Claro que além do domínio, da hospedagem, da instalação do WordPress, a parte mais importante é a produção de conteúdo.

Imagino que você além do nome tenha pensado inicialmente sobre o que vai escrever, o que te motiva, o que te inspira, algo que queira escrever para compartilhar, ou transformar muito do seu conhecimento tácito em conhecimento explícito.

É importante lembrar de começar de maneira simples, escrever (pelo menos para mim), é bem diferente de ter boas ideias, ou ir ao banheiro. Eu tenho um método, e sempre o tento seguir.

Algumas dicas que utilizo para criar conteúdo

  • Para organizar as ideias sugiro criar mapas mentais, eu utilizo o XMind, a versão gratuita já é bem poderosa!
  • Crie um documento no seu editor de textos favorito, para facilitar a correção do texto, sugiro fortemente utilizar o Google Apps for Work ou mesmo a versão paga do Office 365, são excelentes ferramentas.
  • Não adianta achar que todos os posts sairão facilmente. Alguns serão mais fáceis de produzir, outros mais difíceis.
  • Deixe posts em modo rascunho, para manter diversas ideias diferentes e você vai atualizando os mesmos até ficarem prontos.
  • No começo tente escrever mais, sem ser muito crítico com você mesmo. Sim, estou falando de escrever e publicar, não importa se não está ótimo. Afinal você tem que criar alguma massa crítica.
  • Utilize recursos multimídia, imagens, sons, vídeos, apresentações, links etc. Mas não precisa utilizar todos todo o tempo!
  • Posts longos, títulos longos, posts curtos, títulos curtos;
  • Livre-se de distrações, Facebook, Twitter, Whats App, tenha foco em escrever.
  • Leia muito, muito mesmo. Veja o que outras pessoas andam fazendo. Não tenha medo de se inspirar. Mas não copie!

E assim você pode começar a pensar em escrever. Não pense que isso é fácil, não é. Mas com o tempo, foco você chegará lá. É mais ou menos como o princípio de Pareto.

Um método um pouco mais científico para escrever seu conteúdo

  • Pesquise bastante (mecanismos de busca, livros, outras fontes, dependendo do assunto) e anote as referências;
  • Faça mapas mentais ou esquemas dos tópicos mais relevantes;
  • Então comece a escrever, apenas escreva, mas escreva num documento do Word ou no Google Docs, assim já verifica e corrige quando necessário;
  • Quando finalizar, verifique se está tudo correto, edite se necessário;
  • Passe para o Blog;
  • Verifique o título e o slug;
  • Verifique palavras-chave;
  • Publique na categoria adequada;
  • Revise sua lista de referências, insira fotos, gráficos, imagens, vídeos, infográficos, links, e tudo o que for relevante;
  • Verifique se está pelo menos razoável o SEO;
  • Publique;
  • Divulgue.

Não quero o método científico, quero escrever mais rápido!

  • Separe a pesquisa da escrita;
  • Pesquise, anote, faça esquemas, saia de perto do computador;
  • Apenas escreva, escreva e escreva sobre o que pesquisou e anotou;
  • Lembre-se de ter uma estrutura mínima no post:
    • Introdução;
    • Corpo;
    • Conclusão;
  • Comece com essa estrutura e vá expandindo;
  • Escreva a introdução no final!
  • E na conclusão, lembre-se de estimular alguma ação, ou call to action, comentar, cadastrar para receber a newsletter, e por aí vai;
  • O ótimo é inimigo do bom, o próximo post vai ficar melhor, então siga em frente;
  • A prática leva a perfeição;
  • Utilize a técnica do timer, coloque 20 ou 30 minutos para escrever cada post;
  • Se estiver completamente exaurido de inspiração, vá fazer exercícios, vá dar uma volta, ler uma revista, um livro, até o jornal. Só não recomendo ver TV!
  • Utilize algum software para organizar seus links, posts, referências, arquivos segmentados por assuntos, assim você começa a organizar conteúdos antes mesmo de decidir escrever sobre eles!

Tipos de conteúdo para inserir no post

Lembre-se que ao inserir conteúdos de outras mídias, irá divulgar e criar links de um lugar para outro, sendo de terceiros para eles, sendo conteúdos seus, para você mesmo, o que traz mais relevância.

Alguns conteúdos fáceis de serem inseridos em seus posts são:

  • YouTube;
  • SlideShare;
  • Twitter
  • Facebook;
  • Instagram;
  • Flickr;
  • Pinterest;
  • Google Maps;
  • Imgur;
  • Issuu;
  • Reddit;
  • PollDaddy;
  • Scribd;
  • SoundCloud;
  • Spotify;
  • TED;
  • Tumblr;
  • Vimeo;
  • Vine;
  • Speaker Deck;

Tá eu já escrevi o conteúdo, e agora?

  • Importante reler e revisar;
  • Verifique as palavras-chave;
  • Compartilhe nas redes sociais;
  • Envie na próxima newsletter;
  • Compartilhe em grupos de discussão e agregadores de conteúdos;
  • Coloque links para posts relacionados ou antigos;
  • Responda os comentários;
  • Compartilhe com parceiros;
  • Reaproveite o conteúdo antigo nas redes sociais, republique em diferentes dias e horários.

Tudo é importante, mas é fundamental você ter um método e sempre repetir quando publicar novos conteúdos. Mas não confunda métodos com estilos de escrever, tenha vários estilos!

Inspiração para escrever seus posts

  • Comece fazendo a coisa certa, olhe seus Analytics, verifique os conteúdos mais acessados!
  • Atualize conteúdos antigos, escreva novos posts com assuntos antigos mudando o enfoque;
  • Eu consigo milagres caminhando 20 minutos na rua, normalmente voltando do escritório no final da tarde;

A importância das imagens nos posts

Numa pesquisa de 2015, a Adobe descobriu algumas coisas interessantes, acompanhe:

  • Se forem demorar 15 minutos para ler algo online, 66% das pessoas preferem algo bonito ao invés de um simples texto;
  • Se as imagens falharem para carregar, 39% abandonam o site;
  • Se as imagens demorarem para carregar, 39% também indicou que deixaria o site;
  • Quando visitam um site que não tem um design atrativo ou é visualmente desorganizado, 38% abandonam.

Onde conseguir imagens para posts no seu blog

Conteúdo confiável

Em tempos de massivos conteúdos duvidosos, fake news e imprensa tendenciosa à última potência, temos que nos ater aos fatos e focar naquilo que sabemos, descobrimos ou vemos outras pessoas aplicando e fazendo funcionar.

De qualquer forma sempre produza conteúdo confiável, sua audiência vai saber se pode ou não contar com você. Nada além disso importa:

  • Conhecimento;
  • Autoridade;
  • Confiabilidade;

Os mecanismos de buscas têm diretrizes e humanos certificando diversos tipos de conteúdo o tempo todo, então enganar todo esse aparato acaba sendo inviável e improdutivo.

Focar no que importa ao produzir conteúdo sempre parece o melhor caminho.

Não quer dizer que você não possa escrever sobre qualquer coisa que queira, mesmo sem dominar totalmente o assunto, isso faz parte do crescimento.

Pois para escrever algo podemos fazer de diversas maneiras:

  • Escrevendo sobre o que sabemos e conhecemos, utilizando nossa experiência;
  • Demonstrando o que fazemos de fato;
  • Resolvendo problemas;
  • Ajudando as pessoas;
  • Pesquisando e referenciando o que outros tem feito de maneira adequada;

A estrutura ideal

Não existe uma fórmula que funcione o tempo todo e para todos os nichos e públicos.

Importante lembrar que temos uma preferência natural (assim como os mecanismos de busca) a entender que os textos mais longos tendem a serem melhores.

Tipo, mais de 1500 palavras é considerado um texto longo. Os textos mais longos, de 1500 para cima tendem a terem mais referências a partir de outros domínios (backlinks) do que textos menores.

Não quer dizer que é para encher linguiça só para ficar com mais de 1500 palavras.

Escreva do tamanho necessário para transmitir sua mensagem. Só analisando os hábitos dos seus usuários você vai saber se está sendo mais útil com 500 palavras ao invés de 2000.

Escreva para humanos, não para os mecanismos de busca.

Utilize todos os recursos

Além de escrever, atualmente é muito simples enriquecer o conteúdo com imagens, esquemas, links, vídeos, arquivos para download e o que mais você quiser para melhorar a experiência do usuário.

Se puder fazer isso sempre faça. Aliás, o mínimo para cada postagem num blog é pelo menos uma imagem destaque adequada.

Interação

Também é muito mais simples hoje, receber comentários por diversos canais e interagir com seus leitores.

Sempre dê retorno/satisfação, mesmo que não seja algo que esteja alinhado com seu pensamento.

O relacionamento – e outros visualizando que ele existe – cria uma espiral de crescimento, quanto mais interação mais gente acaba fazendo o mesmo.

Aproveite isso, lembrando que você não precisa escrever somente visando uma conversão, uma venda direta.

Compartilhamento e divulgação

Não adianta nada escrever só para você! Até adianta, meio que é uma terapia, mas utilize os meios disponíveis para divulgar sua produção de conteúdo.

  • Enviando aos amigos e pedindo opiniões, por e-mail, app de mensagem ou pelo telefone;
  • Nas redes sociais;
  • Por e-mail marketing;
  • Em grupos que discutam sobre o mesmo assunto, no Facebook, LinkedIn, Quora, etc;
  • Em sites especializados e de nicho;
  • Em sites que aceitem outras publicações;
  • E cuidando para que tudo o que você publica seja adequadamente indexado pelos mecanismos de buscas.

Não seja um content hacker

Termo da moda, mas não focando demais só nas métricas e no retorno, mas ainda assim é bom você sempre analisar o resultado do que tem feito.

Cuidar do SEO mesmo que de maneira básica, analisar e otimizar os textos, mesmos os já publicados, sim eles podem ser sempre melhorados, olhar os números no analytics, nas redes sociais e nas ferramentas que utilizar.

O que estiver dando certo, continue, o que não estiver, revise e ajuste. Manter os conteúdos em permanente análise, ver o que a concorrência tem feito, otimizar um pouco as páginas para melhorar o tráfego, sempre ajuda no médio e longo prazo.

A revisão de conteúdos antigos e até os sem visitação também pode ser ótima para os resultados.

Manter a recorrência na divulgação, utilizando alguma ferramenta, também pode ser útil.

Se quiser ir mais a fundo no SEO pode analisar palavras-chave, ocorrências, página a página, verificar os concorrentes no mesmo assunto e melhorar, mas dá trabalho!

Só não fique pensando muito, comece a escrever!

A importância da frequência na produção de conteúdo

Você já deve ter lido sobre a importância da frequência na produção de conteúdo, certo?

Para tudo nesta vida é importante mantermos a constância e periodicidade dentro de padrões desejados (ou recomendados).

E quando você começa a produzir conteúdo, e a observar os resultados, vai perceber que a frequência na produção de conteúdo quase sempre vem acompanhada dos melhores resultados.

Ou seja, quanto mais frequência – e produzindo conteúdos bons – mais sucesso você terá na empreitada!

Ainda que os mecanismos de busca se importem muito com isso, quanto melhor sua periodicidade, melhor alguns indicadores que compõe os algoritmos de rankeamento serão, mas não só isso!

Imagine o usuário chegando no seu site ou blog e observando que o conteúdo mais recente foi produzido 3 anos atrás.

Isso não cria uma boa percepção nem para humanos e nem para os bots.

De volta ao básico

Ainda que você mantenha a regularidade na produção de conteúdo, vai perceber que com o passar do tempo e experiência adquirida, esse processo vai ficando mais fácil, na verdade você começa a ter prazer em produzir conteúdo.

E se os resultados, visitas, conversões, vendas aparecerem, é um tanto mais prazeroso.

Lembre-se que em marketing de conteúdo, mais quantidade e mais qualidade andam sempre juntas quando buscamos resultados.

Então é melhor manter uma agenda de posts semanal / quinzenal, do que uma dúzia de posts numa semana e depois de 6 meses mais alguns.

Pense nisso e organize a publicação.

E a autoridade vai tomando forma

Não só para os mecanismos de buscas, os humanos passarão a reconhecer você como autoridade no assunto que você publica.

Isso tende a trazer mais gente e faz você atingir um público cada vez maior, e ser reconhecido pelo que publica, eu acho isso uma das coisas mais formidáveis do processo de geração de conteúdo.

Mantenha a periodicidade, crie sua maneira de se comunicar, não faça rebuscado demais, nem muito “tequiniquês”, isso afasta a grande maioria não tão técnica de perto do seu conteúdo.

Mas o mais importante de tudo, siga escrevendo!

E isso é tudo?

Não, definitivamente, meu objetivo aqui é instigar você. Quer ver algumas coisas adicionais e interessantes?

Se preferir assista ao vídeo

Fiapo
Fiapo

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS.

Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total).

Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora

Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa.

Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos.

Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você.

Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 27 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

Artigos: 330