Gustavo Tagliassuchi
Estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, admirador do WordPress, co-organizador dos Meetups de WordPress em Porto Alegre, organizador do WordCamp Porto Alegre 2019 e co-organizador em 2018 e 2017, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto, corredor muito muito amador e sócio da Agência Dupla.

A qualidade da sua peça de email marketing

A agência preparou aquele material muito bem bolado. Rapidamente mandam uma imagem JPG que o pessoal de TI insere no site e linkam no código HTML do seu próximo envio pela ferramenta de e-mail marketing. Tudo certo, enviado.

O retorno foi baixíssimo. Certamente a ferramenta de envio nos traiu, nossa base é muito boa, tem aderência aos nossos produtos e serviços, foi criada e mantida por nós mesmos.

Tudo errado. Você produziu um belo SPAM! A imagem poderia estar muito bonita, mas um e-mail marketing somente com uma imagem, é SPAM! Pelo menos para a maioria dos provedores e dos filtros anti-spam mais utilizados.

Entenda que é preciso ter algum balanceamento entre imagens, conteúdos textuais e links na peça. Prefira sempre esta abordagem. Utilize as imagens linkadas absolutamente para dentro do seu web site.

Utilize links que direcionem para a página do produto ou conteúdo ao qual se referem. Se você colocar na peça uma notícia na íntegra, porque alguém clicaria para ler ela novamente no seu site?

Isso vale com os produtos. Arquivos jamais devem ser enviados como anexos. O corpo total em HTML não deve ultrapassar 42Kb de tamanho no geral, com algumas ressalvas ou exceções.

Não há hoje muita necessidade de se enviar o conteúdo de forma somente textual numa peça de e-mail marketing, a maioria dos leitores não utiliza mais dessa forma.

Porém não exagere, se o conteúdo for demasiadamente imagem na peça, além de pontuar mais para um score de SPAM, no caso de programas de e-mail ou webmails que não carregam automaticamente as imagens, você já vai ter o comprometimento da peça.

Mas se o usuário mesmo sem carregar as imagens já pode ler do que se trata, as chances de sucesso são maiores.

Prefira o CSS inline se possível, é chato de fazer mais mais garantido para quem vai ler, uma vez que o Hotmal, LiveMail, Yahoo e Gmail insistem em mexer no código alheio para preservas as suas interfaces.

Mas pense no seguinte, se você vai ao médico para ter um diagnóstico confiável, porque entregar a confecção da sua peça a qualquer um? Prefira auxílio profissional. Na falta desse atente para as observações das empresas especializadas em envio.

E lembre-se, nunca uma peça ficará 100% em todos os locais onde vai ser visualizada, a menos que se tenha algum sacrifício a ser feito na mesma. Então pense na maioria sempre, mas não em todo mundo.

Se quiser veja algumas dicas da Dinamize para utilizar o Easy Mailing com uma taxa ainda maior de sucesso.

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS. Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total). Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa. Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos. Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você. Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *