Gustavo Tagliassuchi
Estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, admirador do WordPress, co-organizador dos Meetups de WordPress em Porto Alegre, organizador do WordCamp Porto Alegre 2019 e co-organizador em 2018 e 2017, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto, corredor muito muito amador e sócio da Agência Dupla.

Boas práticas de email marketing

Boas práticas de email marketing

Nesse momento, mais do que nunca, é preciso manter as boas práticas de email marketing acima de tudo!

Tenho visto muitas empresas abusando da inteligência dos clientes e possíveis clientes em tempos de Coronavírus, isso deveria ser evitado, sob o risco do retorno não ser o esperado.

Segundo a Nielsen 28% dos compradores online assinam as newsletters de lojas ou de produtos para se manterem apenas informados, e outros 27% para tentar economizar algum dinheiro com as ofertas enviadas por e-mail.

Você poderia também compartilhar o conteúdo por redes sociais, deve fazer isso, mas o tempo de vida da informação lá é muito pequeno. Então entenda o seguinte:

O público que se inscreve para receber seu email marketing gosta de você, da sua marca, quer saber mais sobre seus produtos e serviços, simples assim, mas espera que você de alguma forma eduque, envie informações importantes e o inspire de alguma forma.

Boas práticas para quem está começando do zero

  • Você precisa de um site, e este site precisa de tráfego;
  • Para enviar email marketing você precisa de uma empresa especializada em envios, se quiser começar gratuitamente tente a MailerLite;
  • No seu site, blog, landing page, deverá existir um local para coletar os dados, chamamos isso de opt-in, faça um adequado;
  • Opt-in adequado significa coletar em pontos estratégicos e confirmar os e-mails por double opt-in;
  • Se você está pedindo ao usuário que se cadastre, dê alguma coisa em troca, um desconto, um brinde, um e-book, algo que ele entenda que valeu a pena ter compartilhado os dados com você;
  • O primeiro e-mail enviado, normalmente o “kit de boas vindas”, tende a ser o mais importante de todos, então capriche;
  • Crie uma régua de relacionamento, isto é, envie e-mails específicos ao longo de uma linha de tempo;
  • Estude os relatórios da sua ferramenta de envio e os relatórios de analytics do seu site periodicamente;
  • Mantenha a periodicidade / frequência de envios;
  • Não faça SPAM;
  • Cuide da sua lista de emails, não compre e nem empreste;
  • O e-mail do remetente deve ser válido;
  • O assunto do e-mail é tão importante quanto o restante;
  • O conteúdo é o seu diferencial;
  • Faça testes de envios;
  • O e-mail tem que ser responsivo;
  • Aproveite as datas comemorativas;
  • O email marketing é o ponto inicial do seu funil de vendas;
  • Segmentar o público é fundamental;
  • Não envie somente e-mails promocionais para sua base, intercale com outros tipos de conteúdos informativos;
  • A sua base de e-mails vai envelhecer em taxas de até 25% ao ano, então quem tem 1.000 e-mails na base hoje, ano que vem terá muitos menos se não manter o crescimento constante;

São algumas boas práticas para instigar em você a centelha do envio periódico de e-mails.

Eu inclusive fiz um livro e um curso sobre isso se quiser saber mais a respeito.

Não tenha medo, mas comece logo! Se tiver alguma dúvida pergunte, e aproveite para se inscrever para receber os meus e-mails.

😉

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS. Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total). Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa. Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos. Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você. Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *