Você já pensou em viver de WordPress?

Você já pensou em viver de WordPress?

Sim, isso mesmo, viver de WordPress. Para ser bem sincero eu vivo de WordPress. Não que esse blog esteja me dando retorno financeiro sobre o tempo que invisto nele, não é isso exatamente.

Ocorre que o WordPress é um framework, tem uma comunidade gigantesta, serve para diversos tipos de projetos, e sim, é perfeitamente viável viver de WordPress.

Mas como viver de WordPress?

  • Você pode montar um blog, como este, e buscar diferentes formas de monetização;
  • Você pode criar e instalar blogs para terceiros;
  • Você pode otimizar performance de blogs;
  • Você pode criar layouts para WordPress;
  • Você pode codificar layouts para WordPress;
  • Você pode criar plugins para WordPress;
  • Você pode fazer manutenção para sites em WordPress;
  • Você pode prestar serviços de WordPress, como por exemplo suporte técnico;

Até pode parecer uma coisa do outro mundo, se você não tiver o conhecimento e nem a experiência necessária.

Mas isso não é nenhum impeditivo se você tiver vontade. Afinal, até os melhores especialistas começaram sem saber muita coisa.

Vá atrás, se infiltre na comunidade, participe de Meetups na sua cidade, se puder vá a algum WordCamp, descubra pessoas com os mesmos interesses e comece a colocar a mão na massa.

Comece fazendo o seu blog, faça alguns projetos para pessoas próximas ou da família, comece a estudar mais e a melhorar as habilidades que faltam.

Pesquise, trabalhe com bons fornecedores como os de hospedagem por exemplo. Se não estiver seguro para criar seus próprios temas, utilize temas profissionais.

Divulgue seu trabalho, nas redes sociais, faça anúncios locais, rádio, no seu bairro, comece a aparecer em eventos de networking.

E se você quiser mesmo começar com um blog, viver de blog, siga todas as dicas já publicadas anteriormente aqui.

Siga seus instintos, procure um nicho, algo que você goste de fazer e escrever a respeito, seja original, escolha um nome, um domínio, comece a postar regularmente, ative ferramenta de email marketing, comece a aumentar a sua base, publique e compartilhe nas redes sociais e crie vídeos. Muitos mesmo.

Não tenha medo de começar, lembre-se que o ótimo é inimigo do bom. Um post mais ou menos será sempre melhor que nenhum post.

Gustavo Tagliassuchi

Velha ave de rapina, estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, profundo admirador do WordPress, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto e corredor muito muito amador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *