Um dia especial

Bom hoje é um dia especial para mim. Exatamente há dois anos eu completava a minha primeira corrida oficial, naquela POA Night Run, com o Bruno Fajardo, e desde então pra quem sabe da minha saga, nunca mais parei. Primeiro porque precisava colocar a saúde em dia, e depois porque descobri que 5 Km era apenas o começo de tudo!

A partir dali foram dezenas de corridas, de 5 Km, 6 Km, 10 Km (pra mim ainda é uma das melhores), 16 Km, 21Km e tudo desembocou na TTT no final de janeiro deste ano, onde completei uns 20 Km. O meu personal, que acha mesmo que eu corro tudo o que ele coloca nas planilhas, me desafiou a correr a Maratona de Porto Alegre solo.

Aceitei, mas os treinos foram puxandos, a carcaça velha gritava, mais de 4 meses de treinamento, mas chegou perto da prova falei que não ia, mas pensei melhor, puxa, cheguei até aqui, não vou desistir, não desse jeito, vou pelo menos tentar.

E foi tranquilo até os 32 Km, depois endureceu os tendões, o dedinho do pé direito (que nunca tinha me incomodado) me perturbava tanto que cogitei parar e bater com uma pedra nele para ver se melhorava, e aí (faltando menos de ¼ de prova) com o apoio do Daniel Gohl (de bicicleta) ao meu lado perto do final, gritando: Vamo vagabundo, força nessas pernas, terminei a prova em 4h53min com muito orgulho, 15 minutos a mais do que o planejado.

Mas porque resolvi escrever isso tudo? Pra dizer que nada é impossível quando a gente quer fazer.

E para agradecer a todos que me apoiam nessa jornada, minha mulher, meus filhos, o pessoal da firma (coloquei muitos pra correr) e os amigos espalhados que eu tenha conseguido motivar de uma forma ou outra a fazerem algo realmente importante pela sua saúde!

E pra não dizer que só falei de corridas, estou mais econômico, nesses dois últimos anos completei 2.125 Km de corridas, gastei 5 pares de tênis, muitas meias, queimei cerca de 134.000 calorias e o mais importante de tudo, bebi cerca de 105 litros de cerveja artesanal (número estimado), logo, estou fazendo 20,14 Km/litro de cerveja! Obrigado!

Gustavo Tagliassuchi

Velha ave de rapina, estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, profundo admirador do WordPress, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto e corredor muito muito amador.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *