Tendências para email marketing em 2017

Tendências para email marketing em 2017

Dei uma verificada em diversas empresas, observando análises de 2016 no mercado de email marketing, e o que pode ser traduzido como tendências para email marketing em 2017. Acompanhe.

  • A frequência de envio aumentará: as empresas enviarão mais, baseadas em mais segmentação, e-mails transacionais e automações em geral. E isso é bom. A tendência vem desde a Black Friday de 2016;
  • A receita para email marketing aumentará: as empresas investirão mais e melhor em 2017 no email marketing;
  • Automação agora é regra: A Econsultancy prevê um boom na utilização de automação de email marketing em 2017, mas a ideia é utilizar mais conteúdo existente para criar e automatizar as peças para envio;
  • O mobile se consolida como canal primário de leitura: seguindo tendência desde 2015 o mobile reina absoluto. É preciso ficar atento a isto e as mudanças que podem ocorrer durante o ano nos aplicativos mobile para suportar a demanda;
  • Utilização de texto ALT: mas não simplesmente texto, estilizado para caso as imagens falhem;
  • Simplicidade é tudo: seguindo tendência de 2016 nas peças de email marketing, mais espaço, menos texto, imagens maiores, tendências minimalistas mas de grande impacto ao usuário;
  • Utilização de imagens maiores: ou retina-optimized, para facilitar a visualização (e aumentar as vendas), se as pessoas não enxergam direito não compram;
  • Utilização de GIFs animados: já era uma tendência em 2016 mas agora está claro que prende os olhos, aumenta a taxa de CTA, e facilita a demonstração de produtos quando for o caso;
  • Teste A/B para pre-header: Segundo a Litmus está sendo testado e utilizado com mais frequência apenas esta variação no teste A/B. Eu vou testar;
  • Planejar com antecedência os envios: cuidando mais do conteúdo, assunto e outros elementos necessários a criação e envio de email marketing;
  • Personalização: Já era muito utilizada, mas melhorar a utilização está dentro da lista das maiores empresas para 2017;
  • Integração das plataformas de envio: de forma facilitada e com mais fornecedores de BI, social media, analytics, CRM, tecnologias cognitivas e ERP se faz necessária;
  • Contas de e-mail vão crescer: veremos aumento de cerca de 3% na quantidade de contas de e-mail, alcançando cerca de 2,7 bilhões de usuários;
  • Vídeo: voltará a ser utilizado com a massificação e facilitação de sua produção e recursos de HTML5;
  • Domínio: seguirá sendo importante na reputação e entregabilidade;
  • Engajamento: seguirá muito importante para manter a entrega dos e-mails em níveis aceitáveis;
  • CSS: inline seguirá sendo o carro chefe;
  • Yahoo: poderá ser migrado para Alto Mail, então poderemos ter surpresas;
  • Benefícios do e-mail marketing: segundo os marqueteiros o maior de todos seguirá sendo geração de leads em 2017;
  • IPs compartilhados: tenderão a seguir em destaque em 2017;
  • Big data: pode não ser coisa nova, mas em 2017 será muito utilizada no email marketing;
  • Microsites: veremos mais neste ano sliders, banners rotativos, menus, busca e outros elementos mais comuns em web sites diretamente no e-mail enviado;
  • A estratégia: será mais importante do que a parte técnica do envio. Veremos!

E por último:

O e-mail não vai morrer!

Agradecimentos à Econsultancy, Campaign Monitor, Enchant, Litmus, MessageGears, Email Vendor, The Radicati Group, Direct Marketing Association, Return Path e GetResponse.

Ah, foi só eu publicar que o pessoal da Litmus veio no rastro! 😉

Confira o vídeo

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS.Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total).Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil aforaMais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa.Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos.Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você.Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.