Gustavo Tagliassuchi
Estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, admirador do WordPress, co-organizador dos Meetups de WordPress em Porto Alegre, organizador do WordCamp Porto Alegre 2019 e co-organizador em 2018 e 2017, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto, corredor muito muito amador e sócio da Agência Dupla.

Quer comprar uma prancha nova? Ou quer vender a bike?

Já pensou que aquela velha prancha que você não usa mais pode valer alguma coisa? Que tal colocar à venda num site especializado em leilões e deixar a rapaziada dar alguns lances bem interessantes? Vai deixar a garagem menos cheia de bagulhos e ainda vai poder dar de entrada naquela vela ou prancha de windsurfe! Eu dei uma analisada em diversos sites de leilões, me preocupando em encontrar alguma seção especial em ofertas de artigos esportivos e selecionei estes para vocês.

Site – Seção – Ofertas
Lokau – Super Esporte – 848 ofertas
iBazar – Esportes/Lazer – 1269 ofertas
Leilão Online – Esporte e Lazer – 47 ofertas
Arremate – Artigos Esportivos – 746 ofertas
Mercado 21 – Artigos Esportivos – 471 ofertas
Mercado Livre – Esporte e Lazer – 2109 ofertas
Valeu – Objetos e Roupas Esportivas – 1240 ofertas
LeilãoUOL – Artigos Esportivos – 26 ofertas

1 – Como funcionam
Os sites de leilões são somente espaços livres para negociação, onde você pode colocar uma grande quantidade de produtos a disposição dos compradores, recebendo lances pelos produtos lá colocados e fazer contato facilmente com a pessoa que fizer a maior oferta pelo seu produto. Normalmente estes sites não garantem os produtos lá a disposição, logo, pertence somente à você fazer tudo certinho para que não ocorram problemas. Alguns sites ainda cobram uma taxa de inscrição ou de manutenção, fique atento a isto.

2 – Fazendo a oferta
Para fazer a oferta tenha em mente as principais características do objeto a ser leiloado, preencha um formulário, estabeleça os valor máximo ou mínimo que você quer pelo objeto, e mande ver.

3 – Vendi! E agora?
Outro detalhe importante que você deve lembrar é que a entrega do produto é sua responsabilidade, a menos que você deixe isso bem claro na oferta. Não adianta vender a bike para um pedalador lá no nordeste por R$ 50,00 e marchar com uns R$ 150,00 de frete! Fique ligado, avise antes e negocie com o comprador.

Uma boa alternativa é utilizar o SEDEX a cobrar dos correios, onde o destinatário paga o frete e o valor da compra, ou carta via reembolso postal. No site dos Correios você encontrará maiores informações a respeito. Se o produto exigir algum tipo mais sofisticado de envio, opte então por um serviço do tipo VaspEX, Varig Cargo ou da TAM, que normalmente vem buscar o objeto na sua casa e deixam na porta da casa do comprador.

Dicas e Cuidados
Fique atento com a política do site que você irá utilizar, sobre como funcionam os sistemas de auto-oferta. Nada impede que você coloque o mesmo objeto em mais de um site, porém não esqueça de finalizar os leilões em todos eles quando tiver vendido o objeto para alguém. O cadastro mantido pelos sites normalmente qualifica a pessoa que está vendendo e a pessoa que está fazendo a oferta para garantir que tudo funcione de maneira transparente.

Mantenha-se em dia com os sites de leilão. Não encha o site com todos os objetos que você acha que não precisa mais, o fluxo de e-mails que você receberá confirmando as ofertas vai entupir sua caixa postal! No mais é isso, normalmente é simples, basta seguir os passos. Sempre dê uma lida na seção de dicas ou de ajuda do site, lá você encontrará maiores informações de como fazer suas ofertas. Aproveite e dê essa dica para os amigos.

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS. Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total). Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa. Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos. Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você. Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *