Gustavo Tagliassuchi
Estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, admirador do WordPress, co-organizador dos Meetups de WordPress em Porto Alegre, organizador do WordCamp Porto Alegre 2019 e co-organizador em 2018 e 2017, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto, corredor muito muito amador e sócio da Agência Dupla.

Preciso coletar mais e-mails

Preciso coletar mais e-mails

Você pode achar que este título acima é clickbait, mas o “Preciso coletar mais e-mails” é quase um chamado para as empresas que se deram conta que precisam melhorar no email marketing agora, em função dessa pandemia.

Principalmente se as portas da sua empresa estão fechadas e você percebeu que tem muitos processos para ajustar, criar ou terminar, o email marketing posso dizer que é um dos mais importantes neste momento e para o seu futuro empreendedor!

Como coletar mais e-mails para minha base?

Vamos lá, não tem mágica, só trabalho duro.

Como sei que algumas pessoas estão começando este processo e nem possuem um site, resolvi colocar dicas de todos os tipos para ajudar, vamos ao que interessa.

Coletando e-mails sem ter um site

Claro que eu gostaria que em 2020 você considerasse o site a sua principal ferramenta, seu principal hub de relacionamento com seus clientes, é do site que devem partir os conteúdos, para redes sociais, para email marketing, para tudo, o seu maior canal de relacionamento com seu cliente.

Mas você não tem um site, como fazer? Se estiver com seu negócio físico funcionando, crie um mecanismo de coleta, ofereça no caixa um desconto, se o cliente deixar o e-mail para receber novidades.

Mas é importante lembrar do seguinte: ele deixou o e-mail, você anotou num papel, no seu diário, numa planilha, posteriormente vai colocar na sua ferramenta de email marketing, manualmente, então ela deve estar configurada para fazer double opt-in, isto é, quando você cadastrar este novo e-mail, ela deve enviar uma mensagem para o destinatário onde ele deve confirmar o interesse em receber suas novidades.

Você pode até informar isso quando estiver anotando, olha, você vai receber um e-mail nosso e tem que clicar lá para confirmar o cadastro ok?

Somente desta forma você vai proteger sua base, mesmo que alguns deixem de confirmar tendo feito isso só para receber o desconto, é como você deve fazer, sua base é mais importante que um único cadastro indevido.

Você deve enfatizar a importância disso com sua equipe, a coleta de e-mails pode ser feita sim sem ter um site.

Outra alternativa, caso você tenha um computador ou tablet disponível, pode criar uma página de cadastro na sua ferramenta de email marketing, ou landing page se preferir, onde o usuário digita na hora os dados (e recebe o e-mail de confirmação), isso também funciona e é uma boa alternativa.

Você pode fazer promoções internas no seu estabelecimento para angariar mais e-mails, mas tome cuidado, se o prêmio for muito bom muita gente poderia se candidatar só pelo prêmio, sem ter realmente interesse em seus produtos ou serviços.

Então digamos que você seja uma cafeteria, faria sentido sortear um pacote de 10, 20 ou 30 cafés para seus clientes que se cadastrarem para receber e-mails, deixar essa promoção rolando por 60 – 90 dias, tenho certeza que iria aumentar a sua base por pessoas que realmente gostam do seu café e tem interesse em receber suas novidades!

Se você tiver muitos funcionários faça um trabalho com eles, incentive a coleta, pode até premiar se puder controlar quem coleta mais.

Utilize as redes sociais

Sim, eu acho que são coisas secundárias, mas alguns nichos tem mais relevância do que outros, e você provavelmente criou seus perfis sociais antes de criar o próprio site.

As redes tem recursos próprios para auxiliar a coleta de e-mails, alguns são pagos – cuidado com isso novamente – e outros podem ser integrados com a sua ferramenta de email marketing.

Então faça essa conexão entre as redes e passe a fazer ações para coletar e-mails através delas também.

Incentive os clientes a convidarem os amigos, mas lembre-se as promoções focadas em seus próprios produtos e serviços.

O Facebook, YouTube e Twitter tem funcionalidades interessantes para email marketing, verifique isso.

Se tiver um site ou blog

Além dos formulários de opt-in espalhados, considere em conteúdos especiais colocar um “conteúdo bloqueado”, que só pode ser acessado/lido a partir do cadastro do e-mail.

Dependendo do seu público isso funciona muito bem.

Outra opção caso tenha formulários de contato é colocar uma caixinha muito visível já pedindo a permissão do usuário para enviar email marketing para ele.

Se você presta suporte por e-mail, pode ser uma alternativa incluir no processo uma sugestão adicional para o usuário se cadastrar na sua lista.

Pesquisa de satisfação

Se você disser ao cliente no balcão que deseja enviar um link para uma pesquisa, pode ser que ele ofereça sem muito esforço o e-mail dele, principalmente se ele gosta de você, do local ou dos produtos e serviços.

Então começar o relacionamento com uma pesquisa simples de satisfação, e existem diversas ferramentas gratuitas para isso, pode ser muito fácil e você ainda tem informações valiosas para melhorar.

É importante lembrar

Muitos e-mails cadastrados não significam nada se eles não tiverem interesse direto nos seus produtos ou serviços.

Lembre-se, todos os locais coletando, site, loja física, redes sociais, tudo sincronizado, tudo entrando na sua ferramenta de email marketing da maneira adequada, double opt-in, mantenha o ritmo.

Pop-ups estão em desuso e são facilmente bloqueados.

Algumas ideias funcionarão melhor com seu público e outras não, vá testando e observando o que dá mais certo.

Importante lembrar que estratégias

O passo seguinte à montagem da base é começar a enviar e a segmentar.

E lembrando, sempre ao final de cada post, você pode simplesmente pedir:

Ei , que tal se cadastrar aí para receber minha newsletter? Prometo que não faço SPAM!

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS. Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total). Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa. Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos. Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você. Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *