Planejando novos conteúdos

Sempre que possível levo um moleskine e uma caneta comigo.

É claro que você pode ser mais moderno, pode gravar um áudio no seu celular ou mesmo anotar alguma coisa num app de notas textuais. Tudo ajuda.

Se eu estiver em casa ou no meu escritório, ainda tenho computadores ou tablets à disposição, mas eu adoro mesmo é rabiscar num papel. Isso normalmente é mais fácil de levar num café ou num coworking.

Muitas canetas, diversos tipos e cores ajudam ainda mais.

Sou fissurado em esquemas, árvores de conteúdos, mapas mentais e desenhos em geral. Me ajudam a pensar.

Muito do que escrevi até hoje começou com um mapa mental. Eles me ajudam fortemente. Se quiser utilizar um software para isso recomendo a versão gratuita do Xmind, embora tenha falado sobre ele é bom lembrar novamente!

Mas é claro que você também tem que considerar suas prioridades. Se você não der prioridade para gerar conteúdo, nunca vai conseguir produzir nada!

Talvez tenha que responder a algumas perguntas para começar a escrever melhor, principalmente se trabalhar numa empresa maior:

  • Qual o objetivo deste conteúdo que estou produzindo?
  • Preciso seguir alguma regra da marca da empresa?
  • Sei as palavras-chave principais do meu texto?
  • Como vou solucionar algum problema ou fornecer alguma coisa ao usuário?
  • Qual minha audiência e quais as suas expectativas?
  • Posso mostrar resultados que alcancei anteriormente?
  • Se puder peça para alguém ler o seu rascunho;
  • Organize o texto, quebre os blocos, deixe a leitura mais leve
  • Posso direcionar os meus leitores para o meu funil de vendas?
  • Estou engajando os meus leitores? Como posso engajar mais?
  • O texto está corrigido? Os links estão corretos?
  • O conteúdo está natural, não técnico e não otimizado demais para mecanismos de busca?
  • Posso compartilhar facilmente nas redes sociais?

3.1 Qual o objetivo?

Tenha sempre em mente o objetivo inicial do conteúdo que vai produzir.

  • Preciso informar algo?
  • Devo focar em vender algum produto/serviço?
  • Preciso gerar mais acessos ao site/blog?
  • Quero criar mais autoridade no meu nicho de atuação?
  • Vou escrever para quem?

Lembre-se de escrever para pessoas, mas otimizar para os mecanismos de busca sempre que possível.

3.2 Crie ideias

Comece rabiscando, escrevendo tópicos, anotando links relacionados. Faça busca nos seus bookmarks, busque nos seus feeds que já monitora (foi para isso que lhe indiquei o Inoreader e o Feedly).

  • Escreva, rabisque, anote. Comece por aí.
  • Mas pare para planejar e “idear”;
  • Escreva logo;
  • Comece simples, introdução, pontos principais, conclusão;
  • Pense melhor nos tópicos principais;
  • Conte uma história;
  • Pense num grupo ignorado ou em um conjunto específico de leitores;
  • Use um formato diferente da última vez;
  • Escreva para um diferente nível de usuário, com maior ou menor experiência no assunto;
  • Pense no que eles gostariam de ler, nos seus interesses;
  • Ajuste o tom;
  • Faça um tutorial passo a passo;
  • Responda perguntas diretamente;
  • Compare produtos/serviços;
  • Utilize exemplos práticos;
  • Mostre a sua experiência;
  • Mostre dados e estatísticas reais;
  • Consulte as ferramentas que citei anteriormente

3.3 Crie conexões

Lembre-se que tudo pode ser relacionado. Aproveite tudo, diferentes tipos de materiais e dados. Tente além de informar entreter o usuário.

Isso ajuda a criar confiança e estabelecer sua influência.

Ajude sempre a audiência a resolver um problema.

3.4 Mapas mentais

Eu sou fã dos mapas mentais. Com eles planejo boa parte dos meus conteúdos, textuais e vídeos também.

Crio um assunto/tópico central, tópicos secundários e os conteúdos em cada um deles.

Acho que eles são fundamentais para organizar as ideias, validar um conceito e visualizar a coisa toda de maneira adequada.

Eu organizei essa publicação inicialmente criando um mapa mental, ficou imenso, então coloquei apenas o deste capítulo para você ter uma ideia de como funciona.

Além disso existem diversos tipos de mapas mentais para você utilizar, mesmo assim, pode fazer isso com papel e caneta.

3.5 Separe o conteúdo

Eu pesquiso, coleto dezenas de links, e eventualmente ainda baixo PDFs, DOCs, PPTs, vídeos, podcasts e também imagens e infográficos. Utilizo ainda uma estrutura de pastas para organizar o conteúdo que separo.

Observe que as pastas numeradas são as que já viraram posts. As demais, são assuntos que eu pretendo escrever a respeito, mas ainda não finalizei.

Então sigo coletando materiais a respeito até o momento de produzir, aí numero e ela vira realmente uma pasta de um conteúdo publicado.

Dentro de uma pasta de conteúdo já produzido, a coisa fica organizada mais ou menos assim:

Separo as imagens, os links de referência, eventualmente PDFs, vídeos, infográficos. Nem todas têm a mesma quantidade de pastas.

E se eventualmente encontrar algum conteúdo adicional que valha a pena ser considerado para uma atualização, largo junto na raiz aí desta pasta acima, ficando fácil observar posteriormente se tenho material novo para ser lido, somente olhando a pasta principal.

Veja, esse é o meu sistema, você pode criar um sistema só seu, que funcione, pode utilizar vários aplicativos online ou no desktop, utilizar seu tablet e celular, tudo junto.

O que tem que ficar claro é que você precisa ir recolhendo e organizando seus textos, links, imagens, vídeos e outros documentos para cada post que for escrever, para cada conteúdo que for gerar.

Isso vai ajudar a manter sua organização e sanidade. Crie o seu sistema.

3.6 Estrutura de um “post”

Tenha em mente que mesmos os diferentes conteúdos, você tem que ter alguma estrutura básica:

  • Assunto / título: perca algum tempo com isso;
  • Imagem destaque: lembre-se da foto original;
  • Introdução: abra o assunto, feche na conclusão. Basicamente a introdução também vai aparecer como um resumo em todos os locais que seu texto for indexado, pense nisso;
  • Desenvolvimento: show time, mostre ao mundo a que veio. Comece com poucos parágrafos curtos, vá melhorando;
  • Ideias chave / tópicos / listas: lembre-se que organizar os conteúdos em listas ajuda o usuário a compreender melhor, e facilita a leitura;
  • Imagens relacionadas / esquemas / gráficos: pense no material de apoio, podem ser ainda links de arquivos externos;
  • Conclusão: feche em grande estilo, relembrando um pouco do que foi visto e emitindo a sua opinião se for o caso;
  • Call to action: tenha sempre uma chamada para ação no final, nem que seja para ele se cadastrar para receber sua newsletter. Pode ser para compartilhar o texto, para curtir o vídeo, etc.;
  • Links relacionados (internos e externos): todos os que forem possíveis, não exagere, 10 é muito;
  • Palavras-chave: você vai precisar delas para indexação adequada. Devem ser reais (estar contidas no texto) e relevantes;
  • URL Amigável: basicamente é o seu assunto/título, mas sem espaços e nem caracteres especiais, dependendo da ferramenta é colocada automaticamente, revise sempre antes de publicar. Depois de publicada deve evitar ser alterada;

Recomendo também manter a simplicidade. Menos é mais.

Você eventualmente pode estar produzindo conteúdos técnicos muito direcionados. Pode ter isso, é claro.

Mas não tenha somente este nível de publicação, a menos que só procure especialistas como alvo.

Mas o excesso de termos técnicos ou muito sofisticados na linguagem normalmente espanta a audiência mais leiga.

3.7 Calendário editorial

É importante que você tenha um plano. Eu tenho alguns blogs e sites corporativos que mantenho. Os conteúdos na maioria deles estão com 6-8 semanas já agendados.

Consigo fazer isso porque mantenho um calendário de publicações, geração de conteúdo e rascunhos dos conteúdos que escrevi/escreverei sempre atualizados.

Outra coisa que funciona é imprima um calendário mensal, mantenha à vista, escreva os assuntos nos dias planejados de publicação e comece a trabalhar para entregar isso nas datas que programou.

É importante lembrar:

  • Geração de tópicos / assuntos;
  • Criação de conteúdo;
  • Destino do conteúdo;
    • Post;
    • Vídeos;
    • Podcast;
    • Mídias sociais;
    • Email marketing;
  • Repostagem de conteúdo (em redes sociais);

Ei, calendário editorial é sim um simples calendário, tão somente para ajudar você a manter a periodicidade das suas publicações no primeiro momento.

Depois você começa a sofisticar, passa a colocar os assuntos que precisa ou gostaria de escrever a respeito.

E por aí vai.

Pode usar impressos, ajudam muito se você tem espaço para fixar e deixar visível, mas pode ser feito no Google Agenda e no Microsoft To-Do, funcionam muito bem para este fim também.

3.8 Brainstorm

Claro que isso parece só fazer sentido com uma equipe envolvida, sua equipe de vendas, seu time de suporte técnico, seu pessoal de atendimento ou seu pessoal de produção, até de outros departamentos.

Mas você pode utilizar estes conceitos de brainstorming para organizar o que vai fazer.

A sua equipe pode ser você e seus usuários, não esqueça dos e-mails de contato, dos comentários bons e ruins no seu blog e nas redes sociais, tudo pode ser usado para auxiliar você.

Material de apoio

Imagem padrão
Gustavo Tagliassuchi
Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS. Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total). Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa. Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos. Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você. Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.
Artigos: 555

Deixar uma resposta

Translate »