Gustavo Tagliassuchi
Estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, admirador do WordPress, co-organizador dos Meetups de WordPress em Porto Alegre, organizador do WordCamp Porto Alegre 2019 e co-organizador em 2018 e 2017, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto, corredor muito muito amador e sócio da Agência Dupla.

Novidades eletrônicas

Acessando os sites especializados com notícias da CES 2005 (maior feira de entretenimento eletrônico para o consumidor), me deparei com a enxurrada de milhares de dispositivos e gadgets que em breve estarão nas prateleiras virtuais das lojas online, e nas casas dos con-sumidores. Muita coisa de extrema serventia, baixo custo e grande praticidade.

Porém nunca tinha visto anteriormente preocupação com a usabilidade e ergonomia dos aparelhos por parte dos fabricantes. Eu sempre preguei que a tecnologia precisa ser transpa-rente ao dispositivo, ela precisa estar num nível onde não precise ser entendida para ser operada, independente do que seja, um aparelho eletrônico ou na navegação de um web site.

Creio que somente desta forma se atingirão milhares de consumidores e clientes potenciais que de outra forma menosprezam ou mantém algum medo com relação aos dispositivos e suas utilidades.

Se você precisa de um controle remoto para o vídeo cassete, porque não pode simplesmente usar ele de maneira intuitiva para operar o aparelho? Tente programar a gravação de um programa para ver como é complicado. O mesmo vale para a operação de um telefone celu-lar ou a administração de um web site.

É preciso simplificar para ser direto, e vender mais! A maioria dos dispositivos que possuem algum tipo de interface com o usuário normalmente são sub-utilizados, ou então tão com-plexos de serem aprendidos que o usuário final só aprende a utilizar todos os recursos quando o aparelho está perto do final da sua via útil ou já bem obsoleto.

Simplifique!

P.S.: Atualização: A Microsoft parece que entendeu isso!

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS. Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total). Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa. Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos. Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você. Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *