Meu email marketing dá resultado?

Meu email marketing dá resultado?

Meu email marketing dá resultado? Será que estou tendo o melhor resultado com email marketing? Os meus esforços me dão os melhores resultados possíveis com email marketing?

Tem diversas maneiras de perguntar isso, mas vamos aos fatos. O problema é que falamos tanto em ROI, que o email marketing proporciona cerca de 40 para 1 de retorno sobre o investimento. Que email marketing é barato. Que email marketing é fácil de fazer.

O caso é que muita gente ainda faz email marketing do jeito antigo, um disparo para acertar a turma toda. E a parte ruim é que normalmente funciona. Funciona porque muitas empresas estão satisfeitas com esse retorno mesmo sendo baixo!

Se as empresas não se preocupam em medir, não sabem medir, então nenhum relatório importa muito, vale mais o que acontece na caixa registradora logo após cada envio.

Comece pela parte fácil

  • Faça o processo de opt-in ser fácil, e estar disponível em muitos lugares;
  • Envie e-mails responsivos, todos eles, sempre;
  • Envie e-mails de teste para você e para sua equipe antes, sempre;
  • Inclua os links de compartilhamento em mídias sociais e os seus links de perfis de redes sociais;
  • Mantenha regularidade nos envios;
  • Utilize o cérebro e perca mais de 15 minutos para fazer o assunto do seu email marketing;
  • Vá direto ao ponto, no e-mail seja direto, remeta ao local de destino apropriado para aprofundamento;
  • Cuide da correção ortográfica;
  • Sempre tenha um CTA – call to action bem claro. Se não precisar de CTA no seu email marketing pense duas vezes se ele precisa mesmo ser enviado;
  • Como está a entregabilidade?
  • Como estão as taxas de abertura e cliques?
  • Como estão bounces e descadastros?
  • Como andam as denúncias de spam?
  • E as minhas vendas como estão?

E aí? Acha que isso é tudo? Não é, essa é a parte básica, a parte fácil, que você deveria sempre fazer muito bem feito. Mas não vá embora, ainda tem mais.

Como otimizar as conversões?

  • Crie uma estratégia centrada no usuário;
  • Personalização e segmentação são fundamentais;
  • Você tem que enviar conteúdos cada vez mais relevantes para obter melhores resultados;
  • Se não conseguir segmentar na sua ferramenta de envios, tente fazer mais pesquisas com sua base, descubra;
  • Mapeie o ciclo de vida dos seus clientes, e dos leads também, crie réguas de envios, mantenha as coisas atualizadas;
  • Sempre otimize os assuntos do e-mail, o CTA adequado e as landing pages;
  • Teste e análise devem ser práticas recorrentes;
  • Faça automação sempre que possível, automatize alguns envios;

E então, agora deu? Acabou? Não mesmo!

E as melhores práticas de email marketing ainda existem?

  • Sempre utilize templates responsivos;
  • Customize o template para sua marca e personalize para seu cliente;
  • Não abuse da quantidade de imagens e tenha em mente que elas devem ser otimizadas ao máximo;
  • Utilize parágrafos curtos e fáceis de ler, significa que qualquer pessoa deva ler sem esforço, fundo branco, fonte preta, ou com extremo contraste, pare de sofisticar o layout em detrimento da funcionalidade;
  • Faça os links se parecerem com links, e então eles serão clicados;
  • Cuide do preheader;
  • Se o CTA precisa ser um botão então que se pareça com um;
  • Seja curto e vá direto ao ponto, as pessoas são ocupadas;
  • Sempre cuide das palavras mais pontuadas, principalmente nas épocas do ano mais concorridas;
  • Teste tudo toda vez que enviar;
  • Cuide da base, se você demora muito entre um envio e outro vai precisar fazer alguma limpeza, senão sua ferramenta de envios (se for boa) vai manter as coisas em ordem;
  • Alguma campanha para reengajar com alguma frequência sempre ajuda;
  • Se precisar elimine os totalmente inativos;
  • Não compre bases (nem empreste, nem alugue, nem encontre);
  • Respeite o descadastro;

E agora terminou? Talvez.

Algumas perguntas que você sempre deve se fazer

  • Qual o impacto do email marketing para o meu negócio?
  • Baseado na minha performance em vendas, custos de produção, ferramenta de envio e análise dos relatórios de envio, meu email marketing é rentável?
  • Como eu posso agregar mais valor aos meus usuários?
  • Como posso utilizar o email marketing para aumentar meus resultados?
  • Estou enviando conteúdos úteis ou estou tentando forçar vendas?
  • Estou resolvendo problemas para meus clientes?
  • Estou vendo nos relatórios se estão realmente lendo meus e-mails?
  • Estou criando coisas novas com frequência ou estou repetindo coisas chatas?
  • Estou utilizando as informações do descadastro para melhorar de fato?
  • Quando os clientes respondem ao e-mail alguém está recebendo e lendo?
  • Estou monitorando a qualidade da entrega dos meus e-mails?
  • Está claro meus objetivos / estratégias / métricas de sucesso?
  • Estou olhando o que os meus concorrentes estão fazendo?

Se ainda assim restam dúvidas, ou se você está chorando porque não consegue fazer a maior parte dos itens acima, então se lembre do seguinte.

Email marketing dá resultado para os negócios?

  • É uma conexão direta com seus clientes;
  • Vai funcionar melhor se você pensar sempre na audiência;
  • A lista é sua, não depende de algoritmos falcatruísticos de redes sociais;
  • Constrói a reputação da sua marca;
  • Se bem feito dá grande resultado;
  • Sempre leva o usuário onde você deseja que ele vá;
  • Pode ser personalizado;
  • Tem custo relativamente baixo;
  • É compartilhável;
  • É rentável;
  • É facilmente mensurável;

Então, para saber se está dando resultados você precisa medir de fato. Comece pela parte simples e vá aprendendo mais até conseguir medir a pleno seus esforços e retorno!

Confira o vídeo

Gustavo Tagliassuchi

Velha ave de rapina, estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, profundo admirador do WordPress, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto e corredor muito muito amador.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *