Gustavo Tagliassuchi
Estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, admirador do WordPress, co-organizador dos Meetups de WordPress em Porto Alegre, organizador do WordCamp Porto Alegre 2019 e co-organizador em 2018 e 2017, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto, corredor muito muito amador e sócio da Agência Dupla.

Melhorando sua produção de conteúdo

Melhorando sua produção de conteúdo

Eu sou suspeito para falar sobre isso, mas sim, com alguns “hacks” é possível melhorar sim. Na verdade melhorando sua produção de conteúdo é meio que um mantra, sempre deve ser um processo contínuo e infinito de melhoria.

Produção de conteúdo

A escrita é uma excelente habilidade que deve ser desenvolvida desde cedo. Eu aprendi que o desenho também ajuda a melhorar a escrita.

Sou um tremendo fã de esquemas, gráficos, mapas mentais e todos os aparatos que me auxiliam a produzir mais conteúdos textuais.

Ainda que nossos filhos – eu tenho 47 anos – tendam a ter menos interesse por essa habilidade, tenho tentado fazer com que eles pelo menos entendam melhor o processo e tenham desde cedo algumas facilidades que eu não tive.

Mesmo que você ache que não produzirá conteúdo daqui a algum tempo, em detrimento dos avanços da IA, eu não creio que isso será um problema de fato, acho que no futuro teremos um diferencial humano nos conteúdos produzidos.

O processo de produção de conteúdo

Mesmo que você domine o assunto sobre o qual vai produzir o conteúdo, acho importante que você tenha no seu processo algumas etapas que acho importante.

  • Definição da estrutura do documento: pode ser um esboço em linhas gerais, no papel, num documento no editor de textos, eu parto normalmente do rabisco de uma árvore, e em seguida vou acrescentando os galhos, seguindo até o nível das folhas;
  • Pesquisa: normalmente mantenho um “banco de assuntos”, quando chego no tema que imagino escrever, vou lá e consulto senão o tema definido ou pelo menos os relacionados. Lá dentro das pastas tenho links, vídeos, documentos, rabiscos iniciais, imagens e o que mais for necessário e que achar válido;
  • Autoridades no assunto: se souber quem eles são, pode dar uma olhada, nos seus sites, nas redes sociais, ler os livros que publicaram, ou mesmo outros tipos de artigos, científicos ou não, sempre ajuda;

Para quem estou escrevendo?

Isso é importante, eu mesmo no passado escrevia a esmo, sem ter a mínima ideia de quem eram os meus leitores – e se eu realmente os tinha – e analisando por esse lado, você pode sim escrever apenas por escrever, melhorar as suas habilidades, e ignorar isso por enquanto.

Não tem nada de errado nisso, acho que a maioria de nós começa assim.

Por outro lado, se você publicar seus próprios textos no seu blog, como eu aqui, tem ferramentas disponíveis para saber um pouco mais a respeito de quem é a sua audiência, pode começar pelo Google Analytics e depois se quiser ir mais a fundo pode utilizar algo como o Navegg.

Escrever é como mágica

Pois isso é realmente incrível, quanto mais você escreve, mais sorte tem, mais consegue escrever e melhorar sua produção de conteúdo!

Brincadeiras à parte, é a prática que vai elevar você a outro nível, mantenha a cabeça ocupada e escreve periodicamente.

Não me venha com bloqueios e brancos, mantenha a periodicidade.

Algumas dicas

Alguns processos que podem ajudar no seu processo!

  • Escrever livremente: simplesmente escreva, escreva e vá escrevendo, você pode produzir um belo tijolo e depois vai organizando, reordenando e desmembrando para ficar melhor;
  • Crie vários títulos e sub títulos, e comece daí: é praticamente o mesmo processo de desenhar um mapa mental, pode ajudar a organizar as ideias;
  • Suma com as distrações: redes sociais, telefone no silencioso e virado pra baixo, nenhum barulho desnecessário, nem TV, nem nada. Uma música até pode ajudar, mas não abuse;
  • Capture suas notas: eu uso um moleskine, você pode utilizar algum app no celular ou mesmo um papel e caneta. Isso mantém as ideias, e você lembrará depois, são excelentes pontos de partida;
  • Pense no objetivo: é um texto livre? É um trabalho da escola? É um post no blog da empresa? É uma descrição de um produto ou serviço?
  • Não pense demais: vá lá e escreva!

Importante

Sim, você deveria escrever para as pessoas, otimizar para os mecanismos de buscas e divulgar feito um louco em todas as redes sociais e canais que puder.

O SEO segue sendo importantíssimo, mas isso tudo é uma segunda etapa.

Primeiro você precisa começar a escrever, a colocar para fora, com o tempo – logo em seguida – comece a se preocupar com esses pontos.

E sim, eu escrevi um pequeno livro e fiz um curso mais detalhado sobre produção de conteúdo.

Você pode dar uma olhada lá se quiser, simplesmente pelos tópicos já poderá ter algumas ideias.

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS. Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total). Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa. Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos. Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você. Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *