Gustavo Tagliassuchi
Estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, admirador do WordPress, co-organizador dos Meetups de WordPress em Porto Alegre, organizador do WordCamp Porto Alegre 2019 e co-organizador em 2018 e 2017, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto, corredor muito muito amador e sócio da Agência Dupla.

Dicas para escrever posts no seu blog

Dicas para escrever seus posts

Resolvi escrever algumas dicas para escrever seus posts. Cada um tem um método. Eu prefiro ler constantemente. Aí se algo me chama a atenção, crio um mapa mental com o XMind. E vou lendo e melhorando o mapa até achar que tenho massa crítica para escrever um post, ou artigo, livro, e-book ou seja lá o que esteja querendo escrever.

Depois de criado o mapa, começo a escrever. Escrevo para as “pessoas humanas” não para o SEO e mecanismos de busca. Faça assim no começo, se preocupe em escrever, cada vez mais, mais profundamente, e melhor. Escreva no Word ou Google Docs, e já faça as correções sugeridas.

Tenha em mente que você sendo especialista em alguma coisa, necessariamente para explicar a tal coisa, deve fazer de maneira clara e simplificada para nós os não especialistas entenderem. A menos que esteja escrevendo algum material técnico ou um artigo científico, aí você deve ser técnico mesmo.

Um post bom deve ter algo em torno de 2500 palavras pelo menos. Não que você não deva escrever nada menor que isso. Pode inclusive sofisticar, criar um calendário de conteúdo, sendo realista, 2 posts por semana, um raso e um mais aprofundado. Ou um post maior dividido em vários posts, também funciona.

Está em dúvida, conte uma história. Peça ajuda, peça um comentário, não tenha medo de ser espontâneo. A retórica também ajuda as vezes. Se você faz palestras, grave em vídeo, crie posts sobre o assunto, e coloque seus vídeos.

Formate simples e elegante de início. Não encha de imagens e gifs animados em tudo o que fizer. Demonstre seu conhecimento através do entusiasmo. Além da história que contar inclua fatos fascinantes. Escreva como você fala, pode funcionar para o seu público.

Tenho observado que quanto maior o post mais leitura ele tem, é claro, sem encher linguiça. Ninguém tem tempo a perder hoje em dia. Mas os mecanismos de busca gostam de conteúdo, e também gostam de links de referências de autoridades no assunto que você está escrevendo ou se referindo.

Respeite também a hierarquia do conteúdo, apenas um H1 (título), quantos H2 você precisar, e o texto propriamente. Abuse de imagens, vídeos e apresentações inseridas. Mas use apenas os links de referência necessários. Mais do que 5 já é meio exagerado. Se tiver muitos, utilize os principais, os demais apenas cite no texto.

É claro que o título deve ser fantástico, instigar ao clique e a leitura, mas não engane o usuário! Use o humor. Também no conteúdo use listas.

Também não esqueça de ter uma introdução, desenvolvimento e fechamento do assunto, ajuda a organizar. Se puder utilize iscas adicionais para o usuário baixar uma versão aprofundada, como um e-book. Também se estiver tendo muitos acessos pode permitir a leitura da metade do texto até o final mediante o usuário fornecer o e-mail ou compartilhar nas redes sociais.

Depois que tiver conteúdo suficiente, algumas visitações aí sim, comece a estudar SEO, posicionamento, palavras-chave e rankeamento de maneira mais expressiva.

Antes disso, se preocupe apenas em escrever! Antes que você conte minhas palavras tem cerca de 525 palavras este post.

Estou envolvido com atividades na ONG que apoio, prometo que para semana que vem vou fazer algo bem melhor.

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS.Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total).Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil aforaMais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa.Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos.Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você.Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *