Gustavo Tagliassuchi
Estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, admirador do WordPress, co-organizador dos Meetups de WordPress em Porto Alegre, organizador do WordCamp Porto Alegre 2019 e co-organizador em 2018 e 2017, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto, corredor muito muito amador e sócio da Agência Dupla.

Comprando no Mercado Livre

Desde que a Internet começou a bombar, na era pré-bolha explodida, começaram a aparecer sites de leilão. Leilão normal, leilão reverso, leilão disso, leilão daquilo. Lembro de algumas iniciativas que vieram de outros países, latinos, Lokau, Mercado Libre, e alguns outros. A coisa demorou para pegar aqui, e logo depois do estouro da bolha a coisa toda meio que consolidou.

Restou o Mercado Livre. Estou sendo insensível. Eu lembro que a primeira pessoa que comprou no site, arriscou legal. Comprou um notebook. Nunca viu o mesmo, perdeu todo o dinheiro. E nada foi feito para desfazer a compra que não se realizou. De lá pra cá confesso que eu apesar de cadastrado já tem um bom tempo, nunca, nunca tinha coragem de efetivar uma compra. Para mim os sites desse tipo eram o mesmo que o pessoal do Metallica com relação ao Napster…

Mas confesso que tudo foi evoluindo de maneira geral. Lá fora o eBay se consolidava, aqui a gente não tem muito essa cultura de leilão, vender coisas velhas, ou simplesmente coisas ainda boas que não nos servem mais, e até coisas novas. As regras foram se consolidando, padrões de segurança foram sendo criados, mas no Mercado Livre o mais interessante foi o Mercado Pago, que passou a dar respaldo e segurança para compradores e vendedores de um modo geral.

Então lá por volta de 2006 (embora com cadastro desde 2003) tomei coragem e comprei. De imediato o que posso dizer, obviamente procure vendedores que além de uma boa pontuação/ranking, responda as perguntas dos potenciais cliente de maneira adequada. Sem falar que só compro pelo Mercado Pago. É claro que não dá para agradar a todos o tempo todo, eu considero que 98% de clientes satisfeitos (olhem também o tipo de reclamação negativa) é aceitável.

Normalmente são até empresas estabelecidas, fornecem nota fiscal na maior parte das vezes, e tem até site próprio na Internet, ainda usam o ML como canal adicional, até para eventualmente testar o retorno que um projeto mais elaborado de e-commerce poderia proporcionar. Então o meu veredicto é, comprem com atenção.

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS.Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total).Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil aforaMais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa.Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos.Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você.Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *