Gustavo Tagliassuchi
Estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, admirador do WordPress, co-organizador dos Meetups de WordPress em Porto Alegre, organizador do WordCamp Porto Alegre 2019 e co-organizador em 2018 e 2017, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto, corredor muito muito amador e sócio da Agência Dupla.

Como avaliar um web site: o básico

Como avaliar um web site: o básico

É importante termos em mente, que no instante que um site é colocado no ar, já começa a corrida para manter o mesmo sempre atualizado.

E atualizado em todos os aspectos, hospedagem, layout, cms, conteúdo e por aí vai.

E para reduzir o volume de coisas a serem feitas a cada versão nova do site, é muito mais produtivo manter a coisa toda atualizada regularmente, em ciclos menores e mais frequentes, do que ter que talvez refazer tudo do zero a cada nova etapa.

Lembre-se que é possível ter um site, relativamente bem feito alguns anos atrás, que ainda demonstre algum layout moderno de certa forma, porém pecando em outros aspectos como SEO ou mesmo atualização do CMS ou da linguagem de programação sobre a qual foi desenvolvido.

A experiência do usuário, ou UX, deve ser um dos pontos principais de tudo. Porém é uma das áreas que pode ficar desatualizada mais rapidamente.

Sempre importante observar os dados de acesso através de alguma ferramenta de Analytics ou mapa de calor, olhar os números mais a fundo, páginas mais acessadas anteriormente e menos acessadas agora, por exemplo, bem como a taxa de rejeição ou o tempo gasto nas visitas, são bons indicadores.

Ainda, que coisas mais simples também deixam de funcionar, principalmente formulários de contato, é com uma frequência assustadora que encontramos formulários que não enviam mais nada, e as vezes não informam nada aos usuários.

Essa é uma das coisas que causa a maior sensação de abandono de um site, juntamente com uma seção de novidades, notícias ou blog que parou de ser atualizada a algum tempo.

Causa aquela percepção de entrarmos em um prédio abandonado, com algumas vidraças quebradas, mas ainda em pé…

É importante lembrar que o conteúdo ainda é a maior fonte de resultados a partir de busca orgânica, uma regularidade de publicação de conteúdos – relevantes – e uma otimização de SEO mesmo que básica, já oferecem uma tremenda diferença para quem não o faz.

Mas é importante lembrar que essas regras de SEO, bem como o rankeamento do Google e Bing também se modificam com o tempo.

Outros aspectos importantes como a performance de carregamento do site, tempo que o site fica online, certificado SSL e outras boas práticas são aspectos mais fáceis de se conseguir hoje em dia, mas dão uma diferença absurda nos resultados.   

Ainda, como profissional de desenvolvimento, de marketing ou mesmo de outras áreas, avaliar o site de prospects antes de fazer uma proposta pode fazer toda a diferença no sucesso do projeto.

Então vou buscar esclarecer esses pontos que comentei e oferecer a você um pouco da minha experiência com a Internet desde 1995.

Vamos lá

Quando você acessa um site no navegador, através da sua URL ou clicando em um link, é feita uma solicitação no DNS, que é resolvida pelo provedor do nome do domínio (registrar), apontando para um servidor (IP destino).

A partir daí o navegador começa a carregar o HTML, CSS, os JS, as imagens e outros recursos externos, renderiza e exibe para você.

Então essa avalanche de solicitações HTTP para exibir uma página, pode sofrer influências e ser impactadas de diversas formas, isso vai se tornar um problema se tudo não estiver bem otimizado.

Vamos ver tudo isso um pouco mais detalhado agora.

Domínio

O domínio é o endereço do site, o principal meio para ser localizado em um mar de opções na web.

O domínio está normalmente apontado à hospedagem do site através de suas configurações de DNS.

Ao pesquisar um domínio no Registro.br por exemplo, você pode descobrir algumas coisas.

Acesse https://whois.registro.br e digite por exemplo google.com.br, você vai ter um resultado como este:

Você pode observar entre outras coisas para onde o domínio está apontado, ou os servidores de DNS que estão respondendo por ele.

No caso de outros domínios, do exterior por exemplo, as mesmas informações podem ser descobertas em serviços do tipo WHOIS, como por exemplo https://who.is/

O Who.is é interessante, pois fornece inclusive informações adicionais as do Registro.br por exemplo, como todos os registros de DNS e outros testes e diagnósticos de performance.

Hospedagem

A hospedagem hoje é seguramente um dos pontos mais relevantes e um dos mais tratados como sendo de segundo plano.

A hospedagem é fator fundamental do sucesso de qualquer web site. É com frequência que pergunto para clientes e potenciais clientes: Mas qual o percentual do seu faturamento que vem do seu site?

Ah, acho que uns 90%, eles respondem.

E mesmo assim você acha que pagar R$ 20,00 por uma hospedagem compartilhada é o adequado para o seu negócio?

Colocando todo o seu negócio em cima de uma estrutura compartilhada por centenas de outros sites?

Para descobrir – normalmente – onde um site está hospedado você pode consultar os registros do WHOIS citados anteriormente, ou utilizar um serviço como o Who is hosting this? e fazer uma consulta.

Lembrando que é comum encontrarmos empresas de hospedagem hospedadas dentro de outras empresas de hospedagem. Compram infraestrutura e vendem com serviços agregados!

E-mail

O e-mail é um dos serviços mais odiados pelos provedores, dá trabalho manter, tem problemas com frequência, e normalmente não é cobrado.

Quando tiver que sugerir opte por serviços profissionais pagos como o G Suite, são prestados com excelência, a um custo razoável, e permitem uma coisa importante, manter a infraestrutura de e-mails separada da de hospedagem.

O que dá segurança, e mesmo no caso da falta de um, o outro permanecerá funcionando.

Ainda, utilize o Who.is e descubra onde está o serviço de e-mail do site que está interessado

Estou sendo encontrado?

Importante certificar duas coisas a respeito do site que está sendo avaliado, a primeira se ele está sendo indexado pelos mecanismos de busca, e a segunda se ele está sendo encontrado adequadamente quando pesquisado pelos assuntos relacionados.

A otimização do site para mecanismos de busca, ou SEO, é uma ciência à parte de tudo que vamos tratar aqui neste livro, porém mantendo as boas práticas pelo menos é possível ter bons resultados.

Vamos descobrir o que precisa ser feito, se está sendo feito e como fazer isso.

Email Marketing

O email marketing é sem sombra de dúvidas a ferramenta mais importante para alavancagem, geração de leads, manutenção de relacionamento e vendas que um site pode ter, claro, dependendo do nicho de atuação, mas no geral deve ser a principal.

Más práticas do passado envolviam fazer email marketing a partir do próprio servidor de hospedagem, envios utilizando-se até o próprio servidor de SMTP do site, entre outras coisas condenáveis.

Com a evolução das ferramentas profissionais de envio de e-mails, é importante verificar se além de ter um opt-in adequado, as configurações das ferramentas de envio, com entradas específicas de DNS do domínio analisado, estão presentes.

Você vai ter uma ideia melhor como descobrir isso.

Gerenciadores de conteúdo

Existem centenas de sistemas gerenciadores de conteúdo disponíveis, ou CMS, do inglês content management system, entre dinâmicos e estáticos.

Quando endereçarmos alguma coisa específica, normalmente falaremos do principal CMS do mercado, que roda em cerca de 32% de todos os sites da Internet, o WordPress.

Mas na maioria das vezes, essas considerações se aplicam a todas as demais plataformas.

Layout

O layout do site é um dos principais elementos da experiência do usuário, ou UX do inglês user experience.

Veja, mesmo que você não tenha familiaridade com design e suas particularidades, é importante que pelo menos consiga identificar elementos que tornam, por exemplo, um web site “datado”, e isso se dá a partir da análise de elementos específicos.

Utilização de recursos e funcionalidades desatualizados, experiência ruim de navegação, dificuldade para se encontrar o que se procura, busca inexistente ou ineficiente, são alguns dos itens que vamos ver aqui. Você vai conseguir prestar atenção ao todo, identificando as lacunas conforme cada caso que analisar.

Share

Gustavo Tagliassuchi

Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS. Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total). Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa. Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos. Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você. Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *