A importância da periodicidade dos envios

Muita gente nem se dá conta da importância da periodicidade dos envios no email marketing. Ainda atribuem dias específicos da semana como regra para todos os casos.

Errado! Conhecer os seus clientes é fundamental para calibrar a periodicidade adequada.

E isso varia de todas as formas, área de atuação, tipo e tamanho de empresa, aspectos “offline” da operação, existem muitos fatores que ainda podem impactar nos seus clientes.

Enviando oportunamente

É claro que você pode de começo, sem informações para definir uma periodicidade de envios mais correta, estabelecer um calendário inicial, baseado em alguma experiência, para começar seus envios.

Tenha em mente que você precisará ficar em cima dos relatórios e dos retornos eventuais dos clientes, bem como taxas de descadastros, para iniciar a análise da massa crítica de dados.

Posso enviar todos os dias?

Dependendo do seu tipo de negócio e receptividade da sua base, pode sim!

Não estou dizendo que é para fazer isso não, estressar a base é quase sempre uma espiral sem volta.

Lembre-se do kit de boas vindas

Aproveite os recursos da sua ferramenta, e de início, bem no início da sua régua, envie um e-mail perguntando diretamente qual a expectativa do usuário sobre quantidade de mensagens que ele espera receber, algo como:

  • Todos os dias (se você tiver conteúdo);
  • Uma vez por semana (para comércio eletrônico funciona bem);
  • Quinzenalmente (produtos pouco vendidos, serviços com ciclo de vida mais longos);
  • Mensalmente;
  • Eventualmente;

E aí você não precisa mudar a sua frequência desejada, envie de acordo com as preferências dos seus usuários.

Nunca existirá uma frequência de envios que agrade à toda a base!

Pense nisso.

Lembre-se da taxa de conversão

Se os números históricos começarem a piorar, pode significar que você está enviando e-mails demais para a base.

Adicionar à sua base principal aqueles usuários que assistiram ao webinar ou apenas baixaram um e-book pode não ser muito adequado.

Tente de fato descobrir o que ele está querendo.

Existem ferramentas que conseguem medir automaticamente, baseado em engajamento, e aí a ferramenta define uma periodicidade para cada usuário.

Mas eu não tenho tanto conteúdo para enviar

Outra coisa interessante é manter alguma frequência de tipos distintos de conteúdo.

Pense no seguinte:

  • Últimos posts do blog (envie uma vez ao mês, os últimos, não a cada postagem);
  • Novidades de produtos (se você for um B2B ainda mais);
  • Quem nunca comprou pode receber mais e-mails do que aqueles que já compraram alguma coisa;
  • Novidades de serviços;
  • Dúvidas frequentes;
  • Dicas e depoimentos;
  • Treinamentos;

Se você tiver algumas alternativas como as acima, já conseguirá manter uma agenda semanal ou quinzenal.

Observe os relatórios e veja as campanhas que tem mais sucesso junto à sua base.

Você precisa parar de enviar tudo para todos o tempo inteiro!

Imagem padrão
Gustavo Tagliassuchi
Eu sou Gustavo Tagliassuchi, minha formação é em tecnologia em informática, me especializei em desenvolvimento de software para a web, mas minha experiência profissional desde a década de 90 inclui editoração eletrônica, gráficas, desenvolvimento de aplicativos multimídia multi-plataforma, produzi muito CD-ROM, quiosques multimídia, fui o primeiro desenvolvedor da Apple no RS. Trabalhei em provedores de acesso à Internet, em algumas agências e também criei algumas delas (4 no total). Ajudei a fundar a AGADi que posteriormente virou ABRADi e se multiplicou Brasil afora Mais recentemente ainda fui sócio de uma empresa de e-mail marketing e monitoramento de mídias sociais, onde desempenhei diferentes atividades, como responsável pelo desenvolvimento de ferramentas oferecidas em padrão SAAS, fui responsável pelo suporte e atendimento de uma rede de mais de 18.000 marcas entre clientes diretos, canais e parceiros, além de dar apoio ao marketing digital da empresa. Mas isso tudo não importa, o que importa é que eu nunca deixei de fazer web sites, atender clientes de todos os tipos e portes, e ajudar amigos e parceiros a utilizar melhor a Internet e a melhorar a qualidade dos serviços que prestavam, e até a criar produtos e escalar os mesmos. Então, até influenciado por alguns deles, resolvi criar alguns cursos e transformar este conhecimento que adquiri em algo interessante para você. Não vou vender nenhuma fórmula mágica, não garanto que ninguém vá ficar milionário da noite para o dia, mas eu acredito que consigo acrescentar alguma coisa da experiência que adquiri nesses últimos 26 anos para ajudar você a melhorar e a solucionar alguns problemas dos seus clientes, vou lhe ajudar a fazer a diferença na vida dos seus clientes.

Deixar uma resposta