A arte do preenchimento do briefing

Recentemente li um artigo fantástico de Elaine Xavier, no WebInsider, se quiserem mando o link, mas tem que pedir por e-mail! O artigo sintetizava de uma forma sensacioal a dificuldade de se preencher um briefing na maioria das vezes. Isso que a autora aborda o tema pela ótica de uma agência, dupla de criação, sintetiza de forma real o trabalho que dá fazer esse documento sagrado ? que normalmente deveria nortear um trabalho de criação ou desenvolvimento ? para em inúmeras vezes sequer ser lido.

Trabalho com desenvolvimento para a web a bastante tempo, aprendi que o briefing precisa ser simples o suficiente para ser preenchido, prático para ser olhado, entendido e respondido com poucas perguntas, e de preferência ter uma disposição sintética, uma ou duas folhas para ser fácil de manusear.

Não que tenha descoberto a forma maravilhosa de fazer isso, de certa forma os anos e os profissionais e clientes com que me relacionei, além de vasto material de consulta disponível Internet afora, a gente vai tentando e modificando até ficar bom.

E isso facilita a vida um monte, dali saem as propostas iniciais e os brainstorms internos da nossa equipe. As vezes é preciso fazer uma segunda visita pra esclarecer pontos obscuros ou novas idéias, mas a síntese nestes tempos de redução de custos (isso implica em reduzir custos da prospecção também!) é fundamental.

Se a minha leitora fiel quiser envio uma cópia do nosso material mais atualizado, sem problema algum. Mas lembro que o papelzinho 90g A4 não é mágico, você é quem vai preencher ele!

Gustavo Tagliassuchi

Velha ave de rapina, estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, profundo admirador do WordPress, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto e corredor muito muito amador.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

If you agree to these terms, please click here.